Lupi nega que encontro do PDT trate de sua saída do governo

Lupi nega que encontro do PDT trate de sua saída do governo

Ministro do Trabalho garantiu que reunião do partido não tomará decisões

AE

Lupi nega que encontro do PDT trate de sua saída do governo

publicidade

Horas antes da reunião do PDT, prevista para a noite de hoje, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, afirmou que o encontro não vai tratar de sua saída da pasta. Na semana passada, parte da bancada do PDT havia abandonado o ministro e passou a defender seu desligamento do Trabalho. Mas Lupi, que controla o partido, conseguiu mudar a posição da bancada. Hoje à noite, o PDT deverá soltar uma nota de apoio ao ministro.

"Não existe nenhuma possibilidade (de discutir a saída do cargo). A reunião vai debater o momento, mas não tomará decisões", afirmou Lupi, que terá uma agenda interna na tarde de hoje no Ministério. À noite, antes da reunião do PDT, o ministro deverá participar de um evento público, em um hotel de Brasília, sobre FGTS. "A melhor resposta a dar para quem se julga injustiçado é continuar trabalhando", afirmou.

Mais cedo, Lupi recebeu o presidente da Força Sindical, o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP). Paulinho, como é conhecido, defendeu a saída do partido daqueles que pregam que Lupi deixe o Ministério. "Acho que eles deveriam pedir para sair do PDT. Já que eles se acham tão bons, eles deveriam montar um partido só para eles", disse.

Os senadores Cristovam Buarque (PDT-DF) e Pedro Taques (PDT-MT) e o deputado Reguffe (PDT-DF) têm defendido que Lupi se afaste da pasta do Trabalho. Segundo Paulinho, o senador Cristovam já avisou que não irá à reunião de hoje à noite do PDT. O encontro vai contar com as bancadas da Câmara e do Senado, além dos representantes de diretórios estaduais e da Executiva Nacional. "A tendência é o PDT soltar uma nota de apoio ao ministro Lupi", disse Paulinho.


Bookmark and Share

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895