Maia admite retomar sessões presenciais do Congresso em julho
capa

Maia admite retomar sessões presenciais do Congresso em julho

Segundo deputado, primeira pauta será a reforma tributária

Por
R7

Maia refutou possibilidade de sessões presenciais do Congresso retornarem este mês


publicidade

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu nesta quinta-feira que o Congresso Nacional pode voltar às atividades presenciais em julho. "Não gosto de estabelecer uma data, vamos conversar, mas pode ser, sim. Em junho certamente não será."

Maia afirmou que a retomada deve acontecer por causa da baixa taxa de infecções no Distrito Federal, motivada, segundo ele, pela boa administração do governador Ibaneis Rocha (MDB) e pela paralisação das atividade no Congresso. "E sabemos que o isolamento social e evitar aglomerações é essencial para evitar a disseminação da Covid-19."

O presidente da Câmara falou também que após o retorno será retomada a discussão da reforma tributária, na qual vão ouvir diversos setores empresarias para chegar a uma melhor proposta ao país. 


"Junto da reforma tributária podemos dar uma solução também para a dificuldade que as empresas vão ter para honrar seus pagamentos, algo inevitável depois dessa pandemia."