Moraes dá 48 horas para Daniel Silveira explicar pedidos de asilo a 4 países

Moraes dá 48 horas para Daniel Silveira explicar pedidos de asilo a 4 países

Deputado foi reconduzido à prisão por não pagar multa de R$ 100 mil estabelecida pelas violações à tornozeleira eletrônica

AE

Ministro Alexandre de Moraes, do STF, deu prazo de 48 horas para que o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) explique a notícia de pediu asilo a quatro países diferentes

publicidade

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), deu prazo de 48 horas para que o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) explique a notícia de pediu asilo a quatro países diferentes. Moraes pediu que os advogados de Silveira esclareçam o caso. A decisão de Moraes foi proferida na segunda-feira (5), o que dá à defesa até esta quarta-feira (7) para responder.

"Diante da ampla divulgação de notícias no sentido de que o Deputado Federal Daniel Silveira, réu nestes autos, teria solicitado asilo diplomático a 4 (quatro) países, intime-se a Defesa do parlamentar para que esclareça, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, acerca da veracidade dos fatos noticiados", escreveu o ministro. A informação sobre os pedidos de asilo foi confirmada pela defesa do deputado, que não teve nenhum pedido aceito.

Após cumprir regime domiciliar por cerca de três meses, Daniel Silveira foi reconduzido à prisão no dia 24 de junho por não pagar uma multa de R$ 100 mil estabelecida pelas sucessivas violações à tornozeleira eletrônica.

A Secretaria de Administração Penitenciária do Rio registrou 36 violações à tornozeleira em menos de dois meses incluindo descargas, rompimento da cinta e ausência na área delimitada. Em uma das ocasiões, o equipamento ficou desligado por quase dois dias.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895