"Não sou perfeito", justifica Onyx Lorenzoni sobre dinheiro de caixa 2 da JBS

"Não sou perfeito", justifica Onyx Lorenzoni sobre dinheiro de caixa 2 da JBS

Deputado federal disse que grave momento político do país serviu como motivador para assumir o erro

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Deputado federal disse que grave momento político do país serviu como motivador para assumir o erro

publicidade

O grave momento político brasileiro - denúncias de corrupção, desvio de dinheiro, entre outra práticas ilícitas - envolvendo a classe política foi o motivador para que o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM) admitisse publicamente que recebeu R$ 100 mil da JBS para sua campanha à Câmara federal. O nome do parlamentar apareceu na delação premiada dos diretores da J&F, controladora do grupo JBS.

"Todas estas denúncias fizeram com que eu refletisse e pensasse em assumir publicamente o meu erro. Ora, sou um ser humano, portanto não sou perfeito. Mas tive a dignidade de assumir e agora irei responder por este erro", declarou.

Onyx reiterou que o dinheiro recebido foi utilizado exclusivamente para a campanha. "Estávamos na reta final, cheio de compromissos para pagar. Sei que não justifica, mas bateu um desespero, e por intermédio de um amigo recebi o dinheiro", argumentou.

Questionado sobre ter utilizado Caixa 2 sendo um dos principais críticos dentro da Congresso, o democrata falou que trabalhou pela criminizalização da prática justamente como uma forma de se redimir do erro cometido. Ele voltou a reforçar que não houve nada em troca - favor - com o recebimento do recurso da JBS. 

Usando palavras fortes, Onyx afirmou que "retirou um câncer das costas" com a declaração sobre o dinheiro. "Isso me fazia muito mal, mas, diferente da maioria que se esconde eu assumo a responsabilidade pelo erro".

Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895