PSB é contra a privatização da Corsan e retirada do plebiscito

PSB é contra a privatização da Corsan e retirada do plebiscito

O partido, contudo, informa apoiar iniciativas de abertura de capital

Flavia Bemfica

publicidade

O PSB gaúcho divulgou na manhã desta terça-feira nota oficial em que se posiciona contra a privatização da Corsan e contra a retirada de plebiscito para que a população decida sobre a venda de empresas com capital público. O partido, contudo, informa apoiar iniciativas de abertura de capital da companhia de saneamento que alienem até 49% de suas ações, de forma que o Estado continue como acionista majoritário.

A proposta do governo Eduardo Leite (PSDB), anunciada na semana passada, é de abrir o capital da Corsan até o limite de 70% das ações. Com isto, o Estado deixaria de ter o controle acionário.

A nota do PSB é resultado de reunião extraordinária da executiva estadual, realizada na noite de segunda (22), para tratar do tema. O PSB tem uma cadeira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa.

A CCJ pode votar nesta terça o parecer sobre a PEC que propõe a retirada da  exigência de plebiscito para as privatizações da Constituição Estadual.

 

 

 


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895