Reforma administrativa tem de ser enviada logo no início do ano, diz Maia
capa

Reforma administrativa tem de ser enviada logo no início do ano, diz Maia

Em entrevista em Genebra, o presidente da Câmara cobrou governo para que encaminhe proposta

Por
AE

Em entrevista em Genebra, o presidente da Câmara cobrou governo para que encaminhe proposta

publicidade

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a reforma administrativa precisa ser enviada pelo governo ainda no início do próximo ano. A estimativa dele é de que isso seja feito talvez até o fim de janeiro. "Nós já temos a nossa bem encaminhada", disse ele. Maia afirmou que a casa já fez um mapeamento da situação administrativa do Congresso.

"Tem mais de 4 mil funções. Até para colocar broche tem uma estrutura montada. Um desperdício de dinheiro público." O presidente da Câmara cobrou o governo para que ele encaminhe a sua proposta. "A estrutura salarial que foi construída no Congresso, dos servidores, não é diferente do Judiciário e Executivo. É importante que se construa uma 
reforma dos três poderes."

Questionado sobre o cronograma de pautas para o ano que vem, que será eleitoral e, por consequência, mais curto, Maia afirmou que os projetos já estão dados. Ele citou a própria reforma tributária que, segundo ele está caminhando. Maia deu entrevista nesta quinta-feira, em Genebra, após participar de reunião na Organização Mundial do Comércio (OMC) com o Diretor-Geral da organização, o embaixador brasileiro Roberto Azevedo. O deputado tem uma extensa agenda com autoridades em Genebra na sexta-feira.