Rio Grande do Sul segue com uma bandeira vermelha em mapa preliminar

Rio Grande do Sul segue com uma bandeira vermelha em mapa preliminar

Região de Santa Rosa foi considerada de alto risco de contaminação para o coronavírus

Correio do Povo

Santa Rosa foi a única região em vermelho nesta 26ª rodada

publicidade

O Rio Grande do Sul segue com uma bandeira vermelha no mapa preliminar da 26ª rodada do Distanciamento Controlado. De acordo com o governo do Estado, a região de Santa Rosa foi considerada, nesta avaliação divulgada na tarde desta sexta-feira, como local com alto risco epidemiológico para contágio do novo coronavírus.  

Segundo a avaliação do Gabinete de Crise, a região de Santa Rosa registrou, ao longo da última semana, 19 hospitalizações confirmadas por Covid-19 – nos sete dias anteriores, foram apenas cinco casos. Nessa quinta-feira, quando do levantamento dos dados, eram 10 pacientes em leitos clínicos pela doença – na quinta-feira anterior (22/10), eram apenas três. A região ainda teve redução de 20 para 18 leitos de UTI livres de uma semana para outra.

Já a região de Cruz Alta, que foi a única classificada com a bandeira vermelha na 25ª rodada, voltou para bandeira laranja, e se une às demais áreas: Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Capão da Canoa, Taquara, Caxias do Sul, Passo Fundo, Santa Maria, Guaíba, Lajeado, Pelotas, Santa Cruz do Sul, Erechim, Uruguaiana, Bagé, Cachoeira do Sul, Palmeira das Missões, Santo Ângelo e Ijuí. 

Os municípios e associações regionais podem apresentar, até as 6h de domingo, pedidos de reconsideração, que serão analisados para que as bandeiras definitivas sejam divulgadas na segunda-feira. A nova fase do Distanciamento Controlado passa a valer oficialmente na terça-feira. 

Nesta sexta-feira, o Rio Grande do Sul totaliza 5.768 vítimas das doença desde o início da pandemia e acumula 246.227 casos confirmados espalhados nas 497 cidades do Estado

Hospitalizações aumentam, mas número de UTIs vagas sobe

Segundo os dados desta rodada, o Rio Grande do Sul teve redução dos registros de novas hospitalizações (queda de 7%), embora o número de internados em leitos clínicos confirmados com Covid-19 se mantenha em elevação (aumento de 5%). O número de internados em UTI, por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e confirmados com Covid-19, também teve aumento na semana.

Mesmo contabilizando os pacientes internados por outras causas, houve queda na quantidade de leitos de UTI ocupados. Com a diminuição no total de leitos de UTI no Estado, houve leve redução na razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19.

Alertas

A equipe de monitoramento do Comitê de Dados chama atenção para o elevado crescimento em novos registros de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias nas regiões de Santa Rosa, Ijuí, Capão da Canoa, Palmeira das Missões, Taquara, Caxias do Sul e Passo Fundo.

Vale lembrar que o modelo do Distanciamento Controlado leva em consideração 11 indicadores de propagação do vírus e de capacidade hospitalar de cada região. Em algumas rodadas, alguns indicadores pioram, mas outros melhoram, e é isso que mantém a estabilidade que o Rio Grande do Sul tem visto refletida no mapa.

O levantamento completo da 26ª rodada do Distanciamento Controlado está disponível neste link


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895