TRE sorteia urnas que serão submetidas à votação paralela

TRE sorteia urnas que serão submetidas à votação paralela

Procedimento de segurança foi instituído em 2002

Correio do Povo

Sorteio foi realizado na manhã deste sábado

publicidade

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) realizou na manhã deste sábado o sorteio das quatro urnas eletrônicas que serão submetidas à votação paralela. Trata-se de um procedimento de segurança instituído desde 2002 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para comprovar a correta captação e contabilização do voto.

As urnas sorteadas são da seção 482 da zona eleitoral 113 em Porto Alegre; seção 480 da zona eleitoral 076 em Novo Hamburgo; seção 045 da zona eleitoral 125 em Teutônia; e seção 77 da zona eleitoral 097 em Esteio. Elas estão sendo retiradas dos locais de votação e substituídas por outras urnas eletrônicas, sendo então levadas para a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), na Capital.

Neste domingo, dia da eleição, no mesmo período que os eleitores estiverem votando - das 8h às 17h - acontece simultaneamente a verificação no Prédio 50 da PUCRS. As cédulas de papel preenchidas durante o sorteio neste sábado terão os votos “cantados” e digitados nas urnas eletrônicas. Depois das 17h deste domingo será realizada a conferência entre o resultado emitido no boletim de urna e a contagem dos votos. Todas as etapas do processo são gravadas.

O desembargador eleitoral Eduardo Augusto Dias Bainy ressaltou que o objetivo principal da votação paralela é dar transparência ao eleitor sobretudo a respeito do uso da urna eletrônica. “A urna eletrônica levada à votação não é ligada à internet e portanto não pode ser alvo de hackers. O sistema colocado nessa urna só funciona se for autenticado e com várias assinaturas digitais para poder funcionar. Elas passaram por várias auditorias abertas aos partidos, sendo verificada a autenticidade”, detalhou. “Antes da transmissão dos dados é emitido um boletim de urna com todos os resultados. Há uma novidade este ano: os presidentes de mesa recebem uma cópia desse boletim de urna”, enfatizou.

Conforme o TRE-RS, a novidade neste pleito é que um segundo tipo de auditoria, diretamente nas seções eleitorais, para a verificação de autenticidade e integridade dos sistemas instalados nas urnas. Na manhã deste sábado, ocorreu o sorteio de oito urnas do estado que passarão por verificação de sua montagem, lacração e execução de sistemas antes das 8h deste domingo, horário do início da votação.

As contempladas foram as urnas são da seção 27 da zona eleitoral 085 em Dom Pedro de Alcântara, seção 193 da zona eleitoral 005 em Alegrete, seção 352 da zona eleitoral 142 em Candiota, seção 298 da zona eleitoral 071 em Gravataí, seção 028 da zona eleitoral 029 em Progresso, seção 87 da zona eleitoral 023 em Ijuí, seção 148 da zona eleitoral 055 em Parobé e seção 158 da zona eleitoral 118 em Estância Velha. 

“Não procede nenhum tipo de narrativa e teoria de fraude na urna eletrônica. Temos confiança de que nossa democracia está sendo bem conduzida nesse processo eleitoral”, garantiu o secretário de tecnologia de informação do TRE-RS, Daniel Wobeto. “Infelizmente tem grupos de pessoas que especializaram neste tipo de boatos, tentando de alguma forma macular o processo eleitoral. Não passam de mentiras”, lamentou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895