A aprovação da proposta para o ICMS e as repercussões de entidades e parlamentares

A aprovação da proposta para o ICMS e as repercussões de entidades e parlamentares

Parte da PL 247/2020 só foi aprovado após mais de sete horas de debates na Assembleia Legislativa

Correio do Povo

Projeto foi votado de forma híbrida, com parte dos parlamentares no plenário e nos gabinetes e a outra em home office

publicidade

O projeto que prorroga por um ano a majoração do ICMS no Estado, aprovado nessa terça-feira na Assembleia Legislativa do RS, está bem longe daquele proposto pelo Piratini. A matéria só recebeu os votos necessários no Parlamento gaúcho graças a uma emenda apresentada pela bancada do PT que mexeu na estrutura da PL 247/2020. Mesmo assim, a sessão de mais de sete horas, terminou com placar apertado e falta de apoio da base do governo. Com grande resistência desde a apresentação e com recuos no trajeto, a pauta é considerada o "Calcanhar de Aquiles" do governo Eduardo Leite (PSDB).

O Direto ao Ponto discutiu, nesta quarta-feira, o resultado final da votação e as repercussões de entidades e parlamentares sobre a aprovação de parte da proposta do Piratini. O episódio teve a participação da editora de política do Correio do Povo, Mauren Xavier.

Ouça:


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895