O crescimento expressivo nas denúncias de violação a idosos

O crescimento expressivo nas denúncias de violação a idosos

A cada 100 denúncias, cinco são registradas em solo gaúcho

Correio do Povo

Balanço anual do Disque 100 foi divulgado nesta segunda-feira

publicidade

As denúncias de violação a idosos aumentaram 22,6% no último ano. De acordo com o balanço anual do Disque 100, divulgado pelo governo federal, a negligência é o motivo mais comum – correspondendo a quase 80% do total de registros entre 2018 e 2019. Apesar dos números retrarem uma realidade preocupante, autoridades estimam que o cenário seja bem mais agravado pelas subnotificações. No Rio Grande do Sul não é diferente, já que ocupa o quarto lugar em volume de denúncias entre os estados brasileiros. Em 2019, foram 2.599 denúncias de violações a idosos em solo gaúcho. Para se ter uma noção: a cada 100 denúncias, cinco são registradas no RS.

No entanto, alguns mecanismos foram criados ao longo dos anos para frear os números. O principal deles é o Estatuto do Idoso, que hoje tem ampla defesa entre o meio social, político e jurídico. Há 14 anos é a principal defesa para garantir a dignidade das pessoas com mais de 65 anos. 

O Direto ao Ponto desta sexta-feira conversou com a delegada da Delegacia de Proteção ao Idoso de Porto Alegre, Cristiane Pires Ramos, para entender quais fatores estão por trás destes números. 

Ouça: 

 

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895