capa

Moradores reclamam do lixo deixado nas dunas de Cidreira

Não há locais para descarte próximo a área

Por
Franceli Stefani

Não há locais para descarte de lixo próximo a área de dunas

publicidade

De pedaço de papelão até calçados. De plástico até peças de roupas. Esses são alguns dos objetos encontrados nas dunas de Cidreira, no Litoral Norte gaúcho. A maioria dos dejetos são liberados por turistas e por moradores que acabam deixando restos de materiais na área desocupada que há no entorno.

A dona de casa Mari Estela Garcia, de 39 anos, disse que o descaso com o espaço é ruim para quem vive na localidade e zela pela área, assim como não fica bom para a administração da cidade. “Ocorrem festas religiosas e muita gente vem aqui, além das tradicionais excursões, que, como não encontram lixeiras, largam os materiais no lugar que encontram”, enfatiza.

Um homem que não se identificou frisa que a situação é a mesma há anos. “Não é feita a limpeza, ninguém chega aqui e recolhe. Nunca vemos as equipes por aqui, só lá perto da rodovia”, detalha.

A equipe de reportagem circulou por ruas próximas à rua João Bertuzzi Sobrinho, sem encontrar um local para deixar os descartes. Há até mesmo uma privada largada na base das dunas. A prefeitura da cidade foi contatada, porém nenhum responsável retornou com esclarecimentos.