Veranistas aproveitam tempo ensolarado no Litoral Norte

Veranistas aproveitam tempo ensolarado no Litoral Norte

Bandeira estava na cor vermelha e o mar parecia ter avançado um pouco sobre a faixa de areia em Tramandaí

André Malinoski

Nebulosidade não atrapalhou a manhã de lazer dos banhistas

publicidade

A manhã ensolarada e a temperatura em torno dos 23 graus levaram os veranistas à beira da praia no Litoral Norte. Se no dia anterior o tempo esteve instável, com períodos de chuva e sol, nesta quinta-feira o cenário era mais alvissareiro. Em Tramandaí, percebia-se um pouco de vento, a bandeira estava na cor vermelha e o mar parecia ter avançado um pouco sobre a faixa de areia, o que não impediu as pessoas de aproveitarem a orla. “Encheu bastante de gente na virada do Ano-Novo, mas depois de terça-feira a situação ficou mais tranquila”, observa a técnica em radiologia Cristiane Lautério, de 41 anos, que costuma praticar corrida no calçadão pela manhã, deixando o período da tarde para curtir a praia.

Enquanto muitos caminhavam acompanhados por familiares e amigos, outros corriam ou simplesmente desfrutavam dos espaços de lazer espalhados no entorno do calçadão, como pracinhas, brinquedos, bancos de descanso, quadras e pista de skate. A família do bancário Cláudio Barbosa, 52, passeava com a cadelinha Polly. “Tramandaí está melhor com menos gente. Fazia anos que não vínhamos e chegamos após o Réveillon”, comenta a esposa e funcionária pública, Josiane Barbosa, 50. “Com o comércio aberto até as 23h ou meia-noite, ficou melhor. Durante o dia as pessoas ficam na praia, que está limpa assim como o calçadão”, elogia o marido, ao lado do neto Gabriel Barbosa, 14.

Outro casal também aproveitava o sol para caminhar. O engenheiro químico Flávio Zimmer, 68, ao lado da esposa e farmacêutica Susana Zimmer, 67, citou que depois das festas de final de ano o público diminuiu na praia. “Ter bastante gente é normal em Tramandaí, mas agora não tem muvuca até o período do Carnaval”, estima o marido, frequentador do município desde criança.

A comerciante Anelise Kayser Schütz, 53, está curtindo o veraneio desde 30 de dezembro. “Caminho todos os dias aqui, porque é mais fresquinho. A revitalização da orla ficou boa”, atesta.

As famílias chegavam devagar para escolherem um local para armarem seus guarda-sóis à beira-mar, enquanto equipes da prefeitura promoviam limpezas em alguns trechos perto da areia. Apesar do sol, havia um pouco de nebulosidade, o que não atrapalhou a manhã de lazer dos banhistas.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895