O que é possível fazer para desacelerar?

O que é possível fazer para desacelerar?

Para relaxar, existem diversas alternativas, como ouvir uma boa música, usar óleos essenciais, caminhar, meditar ou até mesmo receber uma bela massagem, destacam especialistas

Correio do Povo

Há diversos tipos de massagem: quick, relaxante, drenagem linfática, entre outras

publicidade

Apesar do estresse do dia a dia, das inúmeras tarefas e demandas do cotidiano, especialistas alertam que é preciso desacelerar. Para relaxar, existem diversas alternativas, como ouvir uma boa música, usar óleos essenciais, caminhar, meditar ou até mesmo receber uma bela massagem. Caminhar no jardim, sentir o aroma das plantas e o ar puro da natureza também ajudam na busca pela serenidade. De acordo com a aromaterapeuta e massoterapeuta Cíntia Rosa da Rocha, os benefícios da massagem são inúmeros. Além de promoverem um relaxamento, auxiliam na limpeza do organismo (que libera toxinas) e contribuem para a renovação celular. Um dos aliados dessa técnica, segundo Cíntia, são os óleos essenciais. “A aromaterapia é uma prática, entre as integrativas mais eficientes que conheço. Ela trata questões que vão do físico ao emocional, do psíquico ao corpo sutil, liberando energias e memórias”, aponta a especialista. 


Já o massoterapeuta Robson Muniz explica que há diversos tipos de massagem: quick, relaxante, drenagem linfática, entre outras. Ele destaca que o estresse pode gerar disfunções no organismo e provocar tensões musculares. Com isso, é preciso estar atento e se permitir relaxar e reservar um tempo para si, para cuidar do corpo, da mente e do espírito. De acordo com a terapeuta Giuliana Campos, a ciência está avançando em diversas técnicas que auxiliam as pessoas na busca de um maior alinhamento multidimensional. Ela cita o Thetahealing, as Barras de Access, a meditação, entre outras alternativas. 


Fazer algo de que se gosta muito também pode ajudar a pessoa a relaxar e levar a vida com mais leveza, garante Sionara Geraldo, da Fujico&Coche. Ela faz trabalhos manuais com crochê e garante que é uma terapia. Onde ela vai, leva junto seu “kit terapêutico”, como ela define, e assegura que lhe faz muito feliz. 
Já a terapeuta Lyziane Menezes também sugere a meditação. “Hoje se fala muito no mindfulness. Eu medito todos os dias e essa prática me traz serenidade e clareza”, salienta. Ela também destaca a importância do pensamento positivo. “Se cada um de nós soubesse o que somos capazes de criar por meio do nosso pensamento, traríamos pra dentro de nós formas muito mais potentes – e mais tranquilas – para a partir delas criar e sustentar aquilo que desejamos”, relembra. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895