Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 09/01/2014
  • 09:47
  • Atualização: 14:19

Secretaria de Obras do RS é alvo da operação Kilowatt

Deic investiga superfaturamento e pagamento de propina a servidores

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Um dos alvos da operação Kilowatt , deflagrada nesta quinta-feira pela Delegacia Fazendária do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), é a Secretaria de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano do Rio Grande do Sul. Em entrevista à Rádio Guaíba, o secretário Luiz Carlos Busato disse que foi pego de surpresa. “A orientação que eu dei aos funcionários é que colaborem com a investigação. Toda documentação exigida tem que ser fornecida”, explicou.

O secretário informou que atualmente há 300 obras em andamento no Estado. “É uma imensidão de pessoas envolvidas que, muitas vezes, a gente não consegue controlar”, argumentou. Ele destacou, no entanto, que dentro da secretaria atuam dois auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e um procurador da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“Evidentemente, que este pente-fino vai nos ajudar a verificar se há algum problema”, enfatizou. O secretário também deixou claro que se houver servidores envolvidos em irregularidades, serão afastados. “A gente espera que não esteja ocorrendo na secretaria”, declarou.

Busato afirmou que a secretaria tem controle quase absoluto das grandes obras, porque são verificadas “pessoalmente”, mas isso não ocorre com as de menor vulto. Ele informou, por exemplo, que nos últimos dois anos ocorreram obras em 1815 escolas. “Quem faz o controle das obras de pequeno e médio porte são as próprias coordenadorias regionais”, explicou.

Bookmark and Share