Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
15º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/02/2014 16:36 - Atualizado em 26/02/2014 16:47

BM espera encontrar testemunhas do incêndio das viaturas

Policiais que estavam de serviço no quartel e bombeiros que combateram o fogo foram ouvidos

A Brigada Militar (BM) espera encontrar testemunhas que possam contribuir com o esclarecimento das causas do incêndio de viaturas, ocorrido na noite da última segunda-feira, no pátio da Academia de Polícia Militar do RS. Até esta quarta-feira, os 15 BMs que estavam de serviço no quartel e os bombeiros que atuaram no combate ao fogo, além de PMs que estavam em atividade de policiamento naquela área da cidade no turno em que ocorreu o fato, tinham prestado depoimento ao Inquérito Policial Militar (IPM), instaurado pela Corregedoria da BM.

Dez picapes Nissan Frontier foram atingidas. Quatro delas, foram totalmente destruídas. A principal suspeita é de que o incêndio tenha sido um ato criminoso. Apesar da queima ter sido sequencial, haveria indícios de mais de um foco de princípio das chamas. Conforme o chefe de Comunicação Social da BM, major Leandro Balen, há grande expectativa de que os laudos solicitados ao Instituto-Geral de Perícias (IGP) do Estado sejam conclusivos sobre a fonte e os materiais envolvidos na combustão.

Balen explica que o IPM transcorrerá na Corregedoria, em regime de sigilo, por um período de 40 dias, prorrogável por mais 20 dias, se necessário. “A reserva das informações é definida para que o inquérito não sofra interferências. Esta é a prática na Justiça Militar”, justifica.

O chefe de Comunicação acrescenta que há grande confiança no trabalho do IGP. “A promessa é de que a Brigada terá os laudos em 30 dias, mas contamos com empenho da instituição responsável para que esse prazo seja superado em virtude da relevância da investigação”, afirma. O major alerta que as contribuições ao inquérito podem ser reportadas pelo telefone (51) 3288-2700 do Quartel General da BM, ao setor da Corregedoria-Geral.

Bookmark and Share



Fonte: Luiz Sérgio Dibe / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.