Grêmio e Inter se enfrentam no Gre-Nal 433: o "clássico dos Desesperados" no Brasileirão
patrocinado por

Grêmio e Inter se enfrentam no Gre-Nal 433: o "clássico dos Desesperados" no Brasileirão

Na lanterna, Tricolor busca sua primeira vitória às 16h30min contra o Colorado, que só venceu duas na competição e quer se afastar da zona de rebaixamento

Correio do Povo

Grêmio e Inter se reencontram após a final do Gauchão 2021

publicidade

Apelidos reduzem. Justamente por serem uma simplificação, normalmente não são capazes de exprimir a totalidade do conceito original. De todo modo, arriscando, alcunhamos o clássico 433, que será disputado neste sábado, às 16h30min, na Arena. Será o Gre-Nal dos Desesperados. Afinal, após dez rodadas do Campeonato Brasileiro, tanto colorados quanto gremistas sonham com apenas uma coisa neste momento: escapar da parte de baixo da tabela, afugentando o grave risco de rebaixamento que ambos os clubes vivem neste momento. 

- Grêmio x Inter: acompanhe os lances do jogo pelo Brasileirão

Analisando apenas a tabela de classificação, a situação mais grave é a do Grêmio. O time tem apenas dois pontos e ocupa a lanterna isolada da competição. Para deixar o Z-4, precisa vencer o Gre-Nal e mais pelo menos uma partida, além de torcer por um improvável encadeamento de resultados paralelos. Os gremistas ainda não venceram na competição, mas têm duas partidas a menos que a maioria que os demais concorrentes – inclusive o Inter. 

Além disso, apresentou um “fato novo” durante a semana. Após a queda de Tiago Nunes, no último final de semana, os dirigentes gremistas acenaram com a possibilidade de manter o interino Thiago Gomes por tempo indeterminado. Porém, antes mesmo da derrota para o Palmeiras, na noite de quarta-feira, o clube já fechara a contratação de Luiz Felipe Scolari. O treinador, além de suas notórias capacidades técnicas, é dono de tipo de liderança que pode salvar o Grêmio neste momento.

Além de conhecer os meandros do clube, Felipão tem o estofo necessário para impor as mudanças necessárias para o Grêmio reagir. Segundo as análises internas, o grupo pode ter as suas carências, mas não poderia estar na atual posição na tabela. Ou seja, a causa da atual situação não é falta de qualidade do grupo de jogadores. “Não é possível fazer uma revolução em um dia. Vamos ter que trabalhar dentro e fora de campo, temos problemas, inclusive na parte psicológica, até pelos resultados da equipe”, avaliou Felipão em sua apresentação. “Vamos mudar gradativamente, com calma. O Gre-Nal pode dar uma moral diferente, mas vale os mesmos três pontos das outras partidas”, acrescenta o treinador. 

O Inter, por sua vez, não vive uma situação tão dramática na tabela de classificação. Apesar de colecionar números muitos ruins, não são os dez pontos somados em dez rodadas que tiram o sono dos torcedores. São as atuações. Na derrota para o São Paulo, por exemplo, o time colorado teve uma atuação abaixo da crítica. Construiu muito pouco no ataque e sofreu com falhas da defesa durante toda a partida. A superioridade do time paulista, que ainda não vencera na competição até vir ao Beira-Rio, foi tão massacrante que o 2 a 0 ficou barato. 

Veja Também

Por isso, o abatimento foi geral após a partida, na noite desta quarta-feira. Em sua entrevista, Diego Aguirre admitiu o fracasso coletivo da equipe, assumiu a sua parcela de responsabilidade e disse que o Gre-Nal apresentava-se como uma oportunidade para dar a volta por cima. “Tenho certeza que o Inter tem potencial, tem jogadores e tem qualidade para sair dessa situação e recuperar a sua identidade, aquela que eu disse que íamos recuperar quando assumi há duas semanas”, afirmou o técnico. 

Ele também reclama da falta de tempo para treinar. Desde o jogo contra o São Paulo, por exemplo, os jogadores foram ao CT Parque Gigante apenas duas vezes e, em apenas uma delas, houve chance de fazer um trabalho mínimo em termos de tática. A outra serviu apenas para a recuperação física. “Estou tentando transmitir as minhas ideias e dar confiança aos jogadores, mas futebol não acontece de um dia para outro. Precisa tempo”, reafirma. 

Enfim, no Gre-Nal dos Desesperados, naquele da gangorra quebrada ao meio, haverá o embate do pior ataque contra a segunda pior defesa, do lanterna contra o candidato ao Z-4, do roto contra o esfarrapado. Um deles pode levantar. Ou nenhum, em caso de empate.

Campeonato Brasileiro - 11ª rodada - Gre-Nal 433

Grêmio 

Gabriel Chapecó; Rafinha (Vanderson), Pedro Geromel (Ruan), Kannemann e Guilherme Guedes; Lucas Silva, Victor Bobsin, Douglas Costa, Darlan (Jean Pyerre) e Ferreira; Diego Souza.. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Inter

Daniel; Saravia, Cuesta, Bruno Méndez e Paulo Victor; Rodrigo Dourado, Johnny, Edenilson, Patrick (Taison) e Caio Vidal; Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Daniel Paulo Zolli e Daniel Luis Marques (SP)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
Data e Horário: 10 de julho, às 16h30min. 
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895