Romildo nega atrito com Felipão e diz que procura técnico que segure a bronca do Grêmio

Romildo nega atrito com Felipão e diz que procura técnico que segure a bronca do Grêmio

Presidente gremista assegurou que não vai demorar muito tempo para anunciar novo treinador

Luiz Felipe Mello

Romildo nega atrito com Felipão e diz que procura técnico com profundo conhecimento de Grêmio

publicidade

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, concedeu entrevista nesta quarta-feira ao programa Agora, da Rádio Guaíba, esclareceu mais detalhes sobre a procura da diretoria por um novo técnico. Ele negou a existência de um atrito com Luiz Felipe Scolari e uma preferência por Renato Portaluppi, mas deixou claro que deseja contratar um profissional experimentado e que conheça o clube. 

"O momento do Grêmio requer alguém que tenha profundo conhecimento do Grêmio, com estofo, que segure a bronca", resumiu. "E não vamos deixar passar muito tempo, até porque o Thiago (Gomes) pode trabalhar em várias pontas. Ele até pode ser promovido neste processo", acrescentou Romildo ao explicar que a promoção de Gomes não seria para técnico do time principal mesmo em caso de bons resultados contra Palmeiras e Inter. 

Veja Também

Romildo explicou ainda que não há divergências internas em relação à escolha do novo treinador. "Não temos divergências porque somos homens maduros. O que surgir é consenso. A história de divisão alimentada pela mídia a gente entende, mas, sinceramente, o debate no Grêmio é muito aberto para termos algum problema com a questão", disse. 

Questionado sobre uma possível preferência pela volta de Renato Portaluppi e um atrito com Felipão, Romildo Bolzan negou as duas situações. "Não tem dificuldade com o Felipão. Foi ele quem pediu para sair. Se sair uma decisão é porque houve consenso e não maioria. Se houver algo que não agrade a todos, a gente busca outra situação. O que vamos decidir vai implicar na vida de muita gente", completou. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895