Inter supera o poderoso Palmeiras e embala contra Cruzeiro rumo à final
capa

Inter supera o poderoso Palmeiras e embala contra Cruzeiro rumo à final

Colorado mostrou trajetória competitiva pelo sonho de voltar a ser campeão nacional

Por
Correio do Povo

Guerrero e Edenilson celebram um dos gols na vitória de 3 a 0 sobre o Cruzeiro

publicidade

O Inter obteve nesta quarta-feira, no Beira-Rio, a vaga para a terceira final de Copa do Brasil da sua história. Envolvido na Libertadores, a equipe de Odair Hellmann entrou na disputa nas oitavas de final e superou o Paysandu com duas vitórias. Nas quartas, precisou dos pênaltis para avançar sobre o Palmeiras, um dos clubes que recebeu maior investimento financeiro da temporada. Em São Paulo, derrota por 1 a 0. Em casa, dupla vitória. No tempo normal, 1 a 0, e nos pênaltis, por 5 a 4.

Os mandos de campo das partidas decisivas, marcadas para os dias 11 e 18 de setembro, serão sorteados pela CBF nesta quinta-feira, às 15h, na sede do Rio de Janeiro. Confira a trajetória do do Inter na edição 2019 da Copa do Brasil:

Inter vence as duas das oitavas

A equipe de Odair Hellmann iniciou a disputa com duas vitórias sobre o Paysandu. Em casa, saiu na frente com Guerrero, tomou um susto com o empate dos paraenses, mas voltou a ter a vantagem com o peruano.  O terceiro gol foi marcado por Rodrigo Lindoso. Na volta, Guerrero marcou o único gol da vitória aos 40 minutos da etapa final, que garantiu o Colorado nas quartas.

Colorado supera o “milionário” Palmeiras

O adversário das quartas de final da Copa do Brasil entrou na disputa como franco favorito, pelo título do Campeonato Brasileiro 2018, pelo bom desempenho na Libertadores e pelo alto investimento feito na montagem do grupo nos dois últimos anos. No Allianz Parque, os comandados de Felipão marcaram aos 19 minutos do primeiro tempo e passaram a aguardar o Inter para contra-atacar. O Colorado pressionou, mesmo sem conseguir muitas conclusões, mas não teve forças para igualar o placar.

Na volta, os comandados de Odair Hellmann dominaram o jogo. Venceram no tempo normal por 1 a 0 e ainda reclamaram muito de um gol anulado nos descontos. Com a igualdade de resultados, a decisão foi para os pênaltis. Lomba defendeu o chute de Gustavo e ainda viu a segunda cobrança explodir no travessão. Patrick teve a oportunidade de garantir a classificação, mas chutou fraco e Weverson fez a defesa. Nas alternadas, Nonato marcou e Moisés chutou no poste.

Inter surpreende fora e faz atuação de gala no Beira-Rio 

Na semifinal, o adversário foi o Cruzeiro. No primeiro confronto, no dia 7 de agosto, jogando no Mineirão, o Inter controlou o jogo e encontrou seu gol aos 31 minutos da etapa final. Após cobrança de falta de Guerrero, rapidamente Edenílson apareceu sozinho dentro da área e empurrou para o fundo da meta de Fábio.

No segundo jogo, Guerrero comandou uma atuação de gala. O peruano marcou dois gols e Edenilson coroou a classificação com um golaço de cobertura. Um 3 a 0 para não deixar dúvidas das credenciais do Colorado na competição.