Inter venceu apenas um em cinco jogos na grama artificial da Arena da Baixada
capa

Inter venceu apenas um em cinco jogos na grama artificial da Arena da Baixada

Odair Hellmann pede energia positiva para semana decisiva e prega deixar a “alma” no gramado

Por
Correio do Povo

Após a vitória sobre o São Paulo, Odair Hellmann ressaltou a importância do grupo para o momento do Inter na temporada

publicidade

Desde a inauguração do gramado artificial da Arena da Baixada para a Copa do Mundo de 2014, Inter e Athletico-PR se enfrentaram cinco vezes com ampla vantagem para os donos da casa: três vitórias, um empate e apenas uma vitória do Colorado. Por isso, a comissão técnica, jogadores e direção se preparam para mais um difícil confronto no moderno estádio paranaense. Após a vitória sobre o São Paulo, no último sábado, o técnico Odair Hellmann, em imagens de bastidores liberados pelo clube, pediu “energia positiva” na semana que inicia e para que todos "deixem a alma" no jogo em Curitiba.

“É uma final que nós buscamos e merecemos, só que não conquistamos. O que combinamos é o seguinte: dar a vida lá dentro (de campo). Domingo será de descanso, curtam a família, mas na segunda-feira venham com a alma renovada, com toda a energia positiva dobrada. Vamos deixar a alma lá dentro daquele estádio. O importante é ressaltar o trabalho do grupo, que é o que está fazendo a diferença”, declarou Hellmann.

Analisando os dois times em competições nacionais, o Athletico-PR venceu oito jogos, empatou um e perdeu dois como mandante em 2019. Fora da Arena da Baixada, são duas vitórias, quatro empates e sete derrotas. Em nenhuma das fases anteriores da Copa do Brasil, o Furacão venceu fora de seus domínios. Empate em 0 a 0 com o Fortaleza, nas oitavas; empate em 1 a 1 com o Flamengo e vitória nos pênaltis, nas quartas, e derrota para o Grêmio, na Arena.

Atuando no Beira-Rio, o Inter ainda não perdeu em competições nacionais na temporada. São 11 vitórias e dois empates. A maior dificuldade do Colorado é fora de seus domínios, onde é o 18ª time em pontuação no Brasileiro, com uma vitória, um empate e seis derrotas. Na Copa do Brasil, tem duas vitórias, sobre o Paysandu e Cruzeiro, e uma derrota para o Palmeiras.

“Estar na ponta da tabela (do Brasileiro) disputando duas competições e na final (da Copa do Brasil) é trabalho de vocês. Vamos continuar com o foco e com a energia positiva. Quero todo mundo com o peito pra cima, sorriso no rosto e contagiando o companheiro. Nós vamos para uma viagem juntos e qualquer situação que a gente passe, vamos superar em nome do nosso maior objetivo. Agora, não tem tempo para coisa ruim, nem para negativismo, não tempo para nada. Quem pensar assim, coloca o pé no avião e vamos lá fazer a diferença”, completou o treinador.

O Inter volta aos treinamentos nesta segunda-feira, às 15h30min. Às 21h, viaja para Curitiba, onde treina na terça-feira, às 18h30min, na Arena da Baixada. No mesmo local, mas às 21h30min, de quarta-feira, ocorre a primeira final da Copa do Brasil. O jogo de volta está marcado para o Beira-Rio no dia 18, no mesmo horário.