Renovação de Praxedes mostra diretriz do Inter de valorizar a base
capa

Renovação de Praxedes mostra diretriz do Inter de valorizar a base

Meia ampliou vínculo até dezembro de 2025

Por
Fabrício Falkowski

Praxedes acertou novo vínculo com o Inter até dezembro de 2025

publicidade

Uma das diretrizes do novo Inter e, principalmente, uma das formas de o clube superar os seus graves problemas financeiros é valorizar e incluir os jovens jogadores. O processo foi acelerado desde o final do ano passado e ontem ganhou um capítulo importante: a renovação do contrato do meia Bruno Praxedes, que agora está ligado ao Inter até dezembro de 2025.

Além de prorrogar o vínculo, ele ganhou um substancioso aumento salarial, algo que deve repetir-se com outros jovens jogadores nas próximas semanas. Praxedes surgiu no Fluminense, que permanece com 50% dos direitos econômicos do jogador – a outra metade é do Inter. Em 2019, depois de ele se desentender no clube carioca, foi buscado para integrar a base colorada.Chegou para o time sub-17, mas logo parou na categoria acima.

Em janeiro, foi um dos destaques do time colocado que acabou campeão da Copa São Paulo. As boas atuações chamaram a atenção de Eduardo Coudet. Quando voltou da competição júnior, ele já foi integrado ao grupo principal e, apesar de ter só 18 anos, participou de quatro partidas do Inter até a parada das competições, inclusive da Libertadores.

“Estou muito feliz. Cheguei há pouco tempo, mas o clube me deu um voto de confiança. As coisas estão acontecendo rápido”, comentou o jogador, uma das principais apostas da direção para fazer dinheiro em curto é médio prazo.

O valor da cláusula rescisória não é divulgada, mas especula-se que seja superior a 60 milhões de euros. Antes de sair, porém, Praxedes tem planos: “Penso em ganhar muitos títulos aqui no Inter, fazer história no clube e ajudar sempre que possível”, resume. Há outros jovens jogadores que já negociam a prorrogação de seus vínculos. 

Johnny, que também tem só 18 anos e já recebeu oportunidades de Coudet, é outro que deve ser procurado em breve para prorrogar o seu vínculo, atualmente válido até 2022. Cesinha, meia emprestado ao Inter pelo Três Passos, só até julho, também negocia a prorrogação do seu contrato. Guilherme Pato, outro destaque do título da Copa São Paulo, renovou até o fim de 2021 em março.

Além de aproveitar esses jovens jogadores no time principal, o clube planeja negociá-los para amenizar as suas dificuldades de caixa, que já eram grandes e foram dilatadas com a pandemia. O orçamento de 2020 prevê a arrecadação de R$ 95 milhões com a venda de jogadores.