Jogadores da NBA se ajoelham contra racismo no recomeço do basquete dos EUA

Jogadores da NBA se ajoelham contra racismo no recomeço do basquete dos EUA

Atletas planejavam se manifestar assim que partidas fossem retomadas

Correio do Povo

Jogadores e técnicos acompanharam protesto contra desigualdades

publicidade

Os jogos da NBA começaram com engajamento contra o racismo, nesta quinta-feira. Todos os jogadores dos times de Los Angeles, Lakers e Clippers, se ajoelharam durante a execução do hino dos Estados Unidos. A manifestação contra o racismo marcou o recomeço das partidas da NBA, que ficarão concentradas na Disney, para evitar a Covid-19.

Diversos jogadores, incluindo o astro dos Lakers, LeBron James, têm usado suas entrevistas para destacar os assusntos de desigualdade e injustiças sociais. Eles pedem também as prisões dos policiais da cidade de Louisville envolvidos na morte de Breonna Taylor.

Complementando o ato de ajoelhar durante o hino, a maioria dos jogadores vestiu suas camisas com mensagens  características dos protestos que ocorrem mundialmente, como "Igualdade", "Não consigo respirar" e "Diga Seus Nomes". A frase "Vidas Negras Importam" já tem sido utilizada na quadra principal onde atualmente ocorrem os confrontos da liga na bolha em Orlando, na Flórida.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895