River poderá repetir feito de apenas seis equipes na história da Libertadores
capa

River poderá repetir feito de apenas seis equipes na história da Libertadores

Se vencer, clube argentino pode entrar em um seleto grupo de bicampeões de forma consecutiva da Copa Libertadores

Por
AE

River Plate pode entrar em um seleto grupo de bicampeões consecutivos na Copa Libertadores

publicidade

Após eliminar o Boca Juniors e se garantir na decisão, o River Plate pode entrar em um seleto grupo de bicampeões da Copa Libertadores neste ano. Conquistar duas vezes seguidas o principal torneio de clubes da América é algo para poucos. Em toda a história da competição, apenas seis times conseguiram tal proeza: Peñarol, Santos, Independiente, Estudiantes, São Paulo e Boca Juniors.

A Libertadores teve início em 1960 e já contou com 25 campeões diferentes em 58 edições realizadas. Destes, apenas seis ganhar por duas ocasiões consecutivas a competição. O Independiente, time que mais conquistou o torneio (sete títulos), chegou a ser tetracampeão, com as taças de 1972, 1973, 1974 e 1975, de forma seguida. Já o Estudiantes foi tricampeão, com os troféus de 1968, 1969 e 1970. Peñarol e Boca foram bicampeões por duas vezes.

Entre os clubes brasileiros, o Santos, de Pelé (que celebrou 79 anos nesta quarta-feira), conquistou as edições de 1962 e 1963 da competição continental e o São Paulo, de Telê Santana, levantou a taça em 1992 e 1993.

Quanto ao River Plate, o time de Marcelo Gallardo conquistou a Libertadores quatro vezes, em períodos espaçados: 1986, 1996, 2015 e 2018. Caso seja campeão neste ano, o time argentino também empatará com o Peñarol na terceira colocação (com cinco títulos) na lista dos maiores vencedores da competição. O primeiro colocado é o Independiente, com sete taças, seguido pelo Boca, com seis.

A decisão da Libertadores de 2019 marcará a primeira vez na história em que o título do torneio será definido em um jogo único. E o confronto está marcado para ocorrer em Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro.