Comércio de Sinimbu reabre nesta quarta-feira
capa

Comércio de Sinimbu reabre nesta quarta-feira

Retomada pode ocorrer mediante o cumprimento de orientações e medidas de segurança em relação à Covid-19

Por
Otto Tesche

publicidade

A prefeita de Sinimbu, Sandra Backes, assinou nesta terça-feira decreto que prevê a reabertura do comércio não essencial e a retomada das atividades industriais a partir desta quarta-feira. A decisão foi tomada após reunião com o Comitê Estratégico, na Câmara de Vereadores. A reabertura dos estabelecimentos poderá ocorrer mediante o cumprimento de orientações e medidas de segurança que evitam e previnem a disseminação do vírus da Covid-19

Durante a reunião do Comitê Estratégico, os participantes debateram a situação econômica do município e analisaram a possibilidade de retomada das atividades. O grupo considerou viável a reabertura do comércio local, porém os estabelecimentos devem seguir as medidas de orientação e prevenção repassadas em decretos municipais anteriores e do governo do Estado.

O novo decreto assinado em Sinimbu permite a partir desta quarta-feira as atividades industriais gerais, incluindo a construção civil; dos autônomos gerais, de profissionais liberais e prestadores de serviços, com ou sem estabelecimentos; e do comércio em geral. Entre as medidas que devem ser seguidas estão o atendimento com no máximo 50% da capacidade dos funcionários e colaboradores em 50% da lotação máxima prevista no PPCI, a adoção de sistema de escalas, o revezamento de turnos e outras ações que possibilitem a redução de fluxo.

Ainda de acordo com o decreto, continua proibida a abertura de bares para fins exclusivos de jogos e bebidas com consumo local. Eventos particulares e privados, encontros para jogos de cartas ou bingo, reuniões, palestras, missas, cultos e demais atividades que possam aglomerar pessoas também continuam suspensos. Com relação à retomada das atividades escolares da rede municipal, a nova medida prevê suspensão até 30 de abril, seguindo o decreto do governo do Estado.

Apesar da reabertura do comércio, a recomendação para os idosos e o público pertencente ao grupo de risco segue a mesma: ficar em casa. A orientação é evitar toda e qualquer saída desnecessária.