Dólar sobe ante rivais, após ata reforçar expectativa por aperto nos EUA

Dólar sobe ante rivais, após ata reforçar expectativa por aperto nos EUA

Euro e Libra tiveram queda ao fim da tarde em Nova Iorque

AE

O dólar à vista caiu 1,21%, a R$ 5,08 na venda

publicidade

O dólar avançou ante boa parte dos pares rivais nesta quarta-feira, após a ata do Federal Reserve (Fed) reforçar expectativa por aperto monetário prolongado nos Estados Unidos, em um cenário de incertezas sobre a atividade econômica.

O índice DXY, que mede o dólar ante seis rivais fortes, fechou a sessão em alta de 0,39%, a 104,585 pontos. No fim da tarde em Nova Iorque, o euro recuava a US$ 1,0603 e a libra, a US$ 1,2041, enquanto a moeda americana caía a 134,97 ienes.

Na reunião de fevereiro, alguns dirigentes do Fed defenderam um aumento de 50 pontos-base nos juros, embora todos os membros com direito a voto tenham optado por uma elevação mais branda, de 25 pontos-base. É o que revelou a ata referente ao encontro, que expôs também persistentes preocupações sobre o risco de recessão nos EUA este ano.

A divulgação do documento intensificou o impulso que o dólar já vinha recebendo de um quadro incerto nos mercados, diante de sinais de inflação persistente. Pela manhã, o presidente da distrital do Fed em St. Louis, James Bullard, disse que o banco central americano terá que ser "afiado" para estabilizar os preços.

Segundo o BBH, os dados mais recentes confirmaram a necessidade de o Fed fortalecer o compromisso com o combate à escalada inflacionária. "O sentimento do mercado está finalmente voltando-se a favor do dólar e continuamos esperançosos de que os dados continuem a encorajar essa mudança", diz o banco de investimento.


Azeite gaúcho conquista prêmio internacional

Produzido na Fazenda Serra dos Tapes, de Canguçu, Potenza Frutado venceu em primeiro lugar na categoria “Best International EVOO” do Guía ESAO

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895