Justiça de SP aceita pedido de recuperação judicial da Odebrecht

Justiça de SP aceita pedido de recuperação judicial da Odebrecht

Empresa representa um dos maiores impérios do setor do país, mas acumulou dívidas de R$ 95,5 bilhões

AE

Recuperação judicial da Odebrecht abrange 21 empresas

publicidade

A Justiça de São Paulo acatou nesta terça-feira, o pedido de recuperação judicial da Odebrecht. Com dívidas de R$ 98,5 bilhões, a companhia pediu na segunda-feira, a maior recuperação judicial da história do País. Considerado um dos maiores impérios empresariais que o Brasil já teve, o grupo vinha sofrendo repetidos reveses desde que virou um dos pivôs da Lava Jato.

O pedido abrange 21 companhias, incluindo as controladoras Kieppe e ODBinv, e, no total, R$ 83,6 bilhões poderão ser renegociados judicialmente. As empresas operacionais, como Engenharia e Construção, Enseada e OR, ficaram de fora.

Os rumores de uma recuperação vinham desde a semana passada, mas a gota d’água foi o pedido de execução de uma dívida do Estádio do Corinthians pela Caixa. O banco tentava havia semanas receber garantias da companhia, a despeito de acordo feito por outros credores para evitar a saída judicial. No auge, a Odebrecht chegou a faturar R$ 132 bilhões e teve 193 mil funcionários.


Artista transforma hobby em negócio

Bruno Lorenz desenha imóveis de Porto Alegre e compartilha conhecimentos ensinando a técnica

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895