Uruguai 'não negocia com traficantes de drogas', disse Lacalle Pou sobre caso Marset

Uruguai 'não negocia com traficantes de drogas', disse Lacalle Pou sobre caso Marset 

Em coletiva de imprensa na terça-feira, Lacalle Pou disse que não viu a entrevista, mas se pronunciou sobre o pedido de Marset

AFP

LegendA

publicidade

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, descartou qualquer negociação de seu governo com traficantes de drogas, ao ser consultado sobre o caso de Sebastián Marset. O uruguaio Marset é fugitivo da Justiça paraguaia, que o acusa de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. No domingo, em entrevista ao Canal 4, de local desconhecido, Marset disse que quer que seus familiares, também procurados no Paraguai, tenham 'garantias' para se entregarem no Uruguai e lá serem julgados.

Intertitulo

Em coletiva de imprensa na terça-feira, Lacalle Pou disse que não viu a entrevista, mas se pronunciou sobre o pedido de Marset.

'O governo não negocia com traficantes de drogas, isto está claro, não deveria nem ter que dizer isso. Esperamos que a coordenação das diferentes polícias seja efetiva para fazer o que tiver que ser feito', afirmou o presidente.Tanto sobre Marset, como sobre seu irmão Diego Marset, sua esposa Gianina García Troche e seu cunhado Mauro García Troche, há um alerta vermelho de prisão internacional acionado pela Interpol a pedido do Paraguai.

O escritor dirige uma associação de fomento à literatura, Atrapavientos | Foto: Menahem Kahana / AFP / CP

Veja Também

    Os quatro: foram acusados de tráfico de drogas no âmbito da 'Ultranza', grande operação contra o crime organizado lançada no Paraguai em fevereiro de 2022.O Ministério Público do Uruguai informou na terça-feira que houve 'contatos' do advogado de Marset, Santiago Moratorio, com os promotores Mónica Ferrero, Enrique Rodríguez e Diego Pérez,


    mas advertiu que qualquer eventual avanço deve ser baseado em direitos e em tratados internacionais.'Se há pedidos de extradição de qualquer pessoa, principalmente de um traficante de drogas, o Uruguai vai cumprir com suas obrigações', assegurou o procurador-geral do Uruguai, Juan Gómez, ao destacar que o Ministério Público 'não está lá para fazer acordos com traficantes de drogas'.ad/dga/jc/aa




    Inscrições abertas para pós-graduação: Confira a agenda desta quinta

    Instituições ofertam especializações, MBAs, mestrados e doutorados

    Correio do Povo
    DESDE 1º DE OUTUBRO 1895