Comissão da Covid-19 aprova audiência com Fabio Wajngarten

Comissão da Covid-19 aprova audiência com Fabio Wajngarten

Ex-chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República deve falar sobre recusa da compra de vacinas da Pfizer

R7

Wajngarten foi demitido do governo federal em 11 de março

publicidade

A comissão temporária que acompanha as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus aprovou, nesta segunda-feira, audiência pública com Fabio Wajngarten, ex-chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

O requerimento de audiência pública foi feito pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) e tem o objetivo de que o ex-chefe da Secom preste informações sobre as negociações iniciadas em setembro de 2020 para aquisição da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica Pfizer, assim como os motivos que levaram o governo federal a recusar a compra do lote de imunizantes. 

A Pfizer informou, por meio de nota em 8 de janeiro de 2021, que encaminhou, no ano passado, três propostas para vender 70 milhões de doses ao governo brasileiro com previsão de início de entrega em dezembro. Uma delas, de acordo com a farmacêutica, foi enviada em agosto de 2020.

"A Pfizer encaminhou três propostas ao governo brasileiro, para uma possível aquisição de 70 milhões de doses de sua vacina, sendo que a primeira proposta foi encaminhada pela companhia em 15 de agosto de 2020 e considerava um quantitativo para entrega a partir de dezembro de 2020", dizia o texto.

Wajngarten, por sua vez, foi demitido do governo federal em 11 de março de 2021. Para o seu lugar, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nomeou o secretário especial de Assuntos Estratégicos, almirante Flávio Rocha. No mês passado, contudo, o titular do Executivo fez mais uma nova troca. Rocha deixou o cargo e, em seu lugar, entrou o coronel da Polícia Militar André Costa.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895