Porto Alegre tem dia de baixa procura por vacina contra a Covid-19

Porto Alegre tem dia de baixa procura por vacina contra a Covid-19

Imunização ocorreu, nesta segunda-feira, em 12 unidades de saúde e no drive-thru da PUCRS

Gabriel Guedes

Imunização ocorreu, nesta segunda-feira, em 12 unidades de saúde e no drive-thru da PUCRS

publicidade

Pessoas com deficiência com 18 anos ou mais passaram a integrar desde esta segunda-feira os grupos prioritários da imunização contra a Covid-19. A primeira dose da AstraZeneca/Fiocruz esteve disponível em 12 unidades de saúde e no drive-thru da PUCRS. Também teve a aplicação da segunda dose da mesma vacina, que foi fornecida em 33 locais de Porto Alegre. Mesmo assim, a procura foi muito baixa. Também não houve vacinação em farmácias, bem como tinha sido suspensa a aplicação das vacinas Pfizer ou Coronavac nesta segunda-feira.

No drive-thru da PUCRS, o movimento reduzido contrastava com a realidade encontrada em alguns dias do mês de maio, quando a fila de carros chegava a contornar a universidade. Hoje, porém, sem carros aguardando, receber a vacina foi bem rápido. "Foi muito tranquilo, fácil e não está demorando. Que mais pessoas possam fazer a vacina", lembra André Maia, 33 anos, que é paraplégico, e veio do Sarandi para se proteger.

Veja Também

Em outros lugares, como na Unidade de Saude Panorama, na Lomba do Pinheiro, que só ofertava a segunda dose da AstraZeneca, em 20 minutos em que a reportagem permaneceu no local, na manhã de hoje, ninguém compareceu para tomar a dose complementar. Os poucos que passavam, perguntavam sobre a primeira dose. Eram orientados pela equipe de enfermagem a ir procurar a Unidade de Saúde São Carlos, na avenida Antônio de Carvalho, distante 9 quilômetros de lá. "Moro aqui perto. Mas agora só na Antônio de Carvalho. Mas seria melhor se fosse mais perto. Viemos até aqui, mas não achamos", lamenta Ademar Pereira Rodrigues, 28 anos.

Nesta terça-feira, professores e funcionários de escolas da rede pública municipal passam a ser vacinados contra a Covid-19. Na quarta, serão contemplados os trabalhadores da educação da rede de escolas comunitárias. Com a chegada de novas remessas de vacinas, a vacinação será estendida para as redes privada e estadual. Hoje, dia 1º, a vacinação com Pfizer também será retomada, o que possibilitará novamente imunizar gestantes e puérperas.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895