Postos do RS tiveram prejuízos de R$ 12 milhões por dia de paralisação, estima Sulpetro
capa

Postos do RS tiveram prejuízos de R$ 12 milhões por dia de paralisação, estima Sulpetro

Em nota, sindicato ressaltou ainda que greve demonstrou a importância socioeconômica do setor

Por
Correio do Povo

Sem combustível, muitos postos fecharam durante esta semana

publicidade

O Sindicato que representa os postos de combustíveis do Rio Grande do Sul, o Sulpetro, estima que o setor tenha tido prejuízo de R$ 12 milhões por dia de paralisação dos caminhoneiros. Apesar de as mobilizações seguirem, elas perderam força em seu 11º dia. Portanto, se contabilizarmos dez dias de greve, o setor teve prejuízo de cerca de R$ 120 milhões.

Em nota divulgada nesta quinta-feira, o presidente do sindicato, João Carlos Dal'Aqua lamentou as perdas fincanceiras obtidas pelo segmento com a paralisação dos caminhoneiros. “Estimamos R$ 12 milhões de prejuízos por dia com custos operacionais para todo o setor no Estado”, disse.



Apesar das perdas financeiras, Dal’Aqua disse que a paralisação demonstrou a importância do segmento para todo o País, “tanto como prestador de serviço como contribuinte econômico para municípios, estados e União”.

O presidente disse ainda que o setor dos postos de combustível tem grande responsabilidade socioeconômica “pela quantidade de pessoas que emprega e pela parcela significativa de recolhimentos de impostos que representa aos cofres públicos”. “No Rio Grande do Sul, são 2.800 estabelecimentos, que respondem por 22% da receita de ICMS do Estado. No Brasil, são 40 mil postos gerando empregos para mais de 400 mil pessoas”, ressaltou.