Prefeitura monta operação para recolhimento parcial de lixo em Porto Alegre

Prefeitura monta operação para recolhimento parcial de lixo em Porto Alegre

Equipe com aproximadamente 100 pessoas e 35 caminhões fará o serviço neste sábado na Capital

Correio do Povo

Melo convocou uma reunião emergencial para encaminhar uma solução sobre a coleta de lixo

publicidade

A Prefeitura de Porto Alegre realiza, neste sábado, o recolhimento parcial do lixo domiciliar com uma equipe de aproximadamente 100 pessoas e 35 caminhões próprios. A operação ocorre após a paralisação dos trabalhadores da empresa Litucera Limpeza e Engenharia Ltda nessa sexta-feira, responsável pela coleta de lixo na Capital, que reclamam sobre o pagamento do vale-alimentação por parte da terceirizada. Segundo a Prefeitura, as coletas automatizada (contêiner) e seletiva seguem operando normalmente.

Os bairros que tiveram o recolhimento de resíduos afetados na noite dessa sexta-feira foram Azenha, Partenon, São João, Santana, Santo Antônio, Navegantes, Floresta, São Geraldo, Santa Cecília, Jardim Botânico e Aparício Borges.

O prefeito Sebastião Melo convocou para este sábado uma reunião com os órgãos municipais e representantes da prestadora de serviço para encaminhar uma solução. O prefeito ainda pediu para os moradores que, dentro do possível, evitem colocar os resíduos na calçada até que a situação seja normalizada na Capital. "Vamos fazer pouca coisa com os caminhões próprios do DMLU. Eu vou fazer um pagamento emergencial para pagar o vale-alimentação, mas que só vai entrar na conta deles (trabalhadores) na segunda-feira", disse Melo neste sábado. 

De acordo com a Prefeitura, o repasse à Litucera só pode ser realizado após a constatação de que todos os documentos, inclusive os que tratam dos direitos trabalhistas, estejam de acordo com a legislação. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895