Técnicos do Banco Mundial e da AFD visitam locais em Porto Alegre do programa Centro+

Técnicos do Banco Mundial e da AFD visitam locais em Porto Alegre do programa Centro+

Capital está em fase estratégica de financiamento de 152 milhões de dólares para revitalização de áreas

Cláudio Isaías

publicidade

Os técnicos do Banco Mundial (Bird) e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) visitaram nesta quarta-feira os locais que integram o Programa de Revitalização da Área Central de Porto Alegre que compreende o Centro Histórico, a Orla do Guaíba e o 4º Distrito. Os executivos das duas instituições, num total de 12 pessoas, estão desde o começo da semana na Capital para missão de reconhecimento, com o objetivo de preparar o financiamento - fase estratégica dentro do processo para a liberação de recursos.

O projeto de revitalização trabalha o conceito de Centro Histórico Expandido, que inclui iniciativas na Orla do Guaíba, programa Centro+ e ações de revitalização no 4º Distrito. O secretário municipal de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Cezar Schirmer, disse que a prefeitura está preparando os projetos que receberão os recursos financeiros. No caso, o 4º Distrito com a duplicação da rua Voluntários da Pátria, a recuperação da avenida Farrapos e possibilidade de instalação de um VLT (Veículo Leve sob Trilhos) da Farrapos até o Centro de Porto Alegre. Segundo Schirmer, também está previsto a recuperação das calçadas do Centro Histórico, a recuperação dos prédios históricos e a construção de estacionamentos subterrâneos.    

O diretor de Captação de Recursos e Programas Financeiros da Secretaria Municipal de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Luiz Corrêa Noronha, explicou que está sendo feita uma operação de crédito compartilhada com o Banco Mundial e a AFD num total de 152 milhões de dólares.

Conforme Noronha, os recursos financeiros que serão colocados em três áreas da cidade: no Centro Histórico, na Orla do Guaíba, a parte que não está revitalizada, e no 4º Distrito. Na terça-feira, os técnicos do Banco Mundial e da agência francesa realizaram uma caminhada pelo Centro Histórico. Nesta quarta-feira, eles estiveram visitando os dois trechos da Orla do Guaíba (as orlas Moacyr Scliar e Jaime Lerner) e o 4º Distrito. "Eles querem conhecer os locais para depois discutir os diversos componentes do futuro projeto de revitalização", comentou Noronha.

A missão visitou as áreas que têm projetos contemplados com o financiamento de 152 milhões de dólares conquistados mediante Carta Consulta aprovada em outubro pela Comissão de Financiamentos Externos do Ministério da Economia. Além de conhecer os espaços que compõem o projeto, estão previstas reuniões com a equipe técnica da prefeitura.

Na terça-feira, os executivos do Banco Mundial e da AFD foram recebidos pelo prefeito Sebastião Melo e pelo vice-prefeito, Ricardo Gomes. "O empréstimo é muito importante para a recuperação urbana e vem a agregar às melhorias que já estamos desenvolvendo com a revitalização do Muro da Mauá, Mercado Público, Esqueletão, entre tantas outras. Quero agradecer aos parceiros, por esse, que é o primeiro empréstimo que fazem no Brasil de forma conjunta. Quem ganha com isso é o Rio Grande e a nossa cidade”, ressaltou Melo.

Além de conhecer os espaços que compõem o projeto, estão previstas reuniões com a equipe técnica da prefeitura. O processo é coordenado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Assuntos Estratégicos. "Esta é uma fase de grande importância dentro do processo. É nesta etapa que a prefeitura comprova a viabilidade do projeto e demonstra a sua capacidade de planejamento e execução", explicou Schirmer.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895