Vandalismo teria originado falha que paralisou serviços da Trensurb

Vandalismo teria originado falha que paralisou serviços da Trensurb

Cinquenta fibras óticas aéreas foram rompidas

Correio do Povo

Estações da Trensurb foram reabertas com quase três horas de atraso

publicidade

O começo da manhã desta quarta-feira foi tumultuado para usuários da Trensurb em Porto Alegre e em cidades da região Metropolitana. A paralisação das composições desde as 5h provocou o fechamento de estações e gerou filas de passageiros. De acordo com a empresa, vandalismo teria originado a falha que paralisou o serviços por quase três horas. 

Conforme a Trensurb, o problema foi constatado ainda na madrugada de hoje pelo Centro de Controle Operacional, que encontrou uma falha de comunicação nas vias dos trens devido ao rompimento de fibras óticas aéreas. O serviço de manutenção foi acionado e, ao chegar ao local, próximo à estação Sapucaia, foram identificadas 50 fibras rompidas. 

Cabos foram rompidos na madrugada / Foto: Trensurb / Divulgação / CP 

A partir daí, o serviço de correção foi feito e concluído por volta das 4h30min. A comunicação com os painéis de controle local de Sapucaia a Novo Hamburgo foi reativada, porém os de Esteio até o Mercado não retornaram imediatamente. 

As estações só foram reabertas às 7h50min, quando os equipamentos foram reabilitados e passaram a funcionar a pleno. Em média, a Trensurb transporta 170 mil pessoas diariamente. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895