Ministério turco da Defesa inicia fase terrestre da ofensiva na Síria
capa

Ministério turco da Defesa inicia fase terrestre da ofensiva na Síria

Operação iniciou em direção à cidade de Tal Abyad nesta quarta-feira

Por
AFP

Operação iniciou em direção à cidade de Tal Abyad nesta quarta-feira

publicidade

Militares turcos e seus reforços sírios entraram nesta quarta-feira, no Nordeste da Síria no âmbito da ofensiva "Operação Fonte da Paz" lançada por Ancara contra uma milícia curda, informou o ministério turco da Defesa. O porta-voz de um grupo de rebeldes sírios que participa da ofensiva afirmou à AFP que esta operação terrestre tinha começado na quarta-feira à noite em direção à cidade de Tal Abyad, controlada pela milícia das Unidades de Proteção Popular (YPG), no Nordeste da Síria.

O anúncio do início da ofensiva contra as Unidades de Proteção do Povo (YPG) foi feito, mais cedo, pelo presidente turco Recep Tayyip Erdogan, mais do que nunca determinado a afastar da fronteira turca esta milícia que considera terrorista por causa de seus vínculos com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). Conforme Erdogan, a operação atinge "os terroristas das YPG e do Daesh" (sigla em árabe do grupo Estado Islâmico) e tem como objetivo estabelecer uma "zona de segurança" no nordeste da Síria. "A zona de segurança que criaremos permitirá o retorno dos refugiados sírios a seu país", acrescentou nesta qaurta-feira.

Após o anúncio da operação, membros europeus (Bélgica, França, Alemanha, Polônia e Reino Unido) solicitaram uma reunião, para essa quarta-feira, com o Conselho de Segurança da ONU. O encontro emergencial ocorreu de portas fechadas. O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, por sua vez, pediu à Turquia, membro da Aliança, moderação em sua operação na Síria e que não comprometa a luta contra os jihadistas. "Conto com a Turquia para agir com moderação e garantir que o progresso que fizemos na luta contra o Estado Islâmico não seja comprometido", tuitou Stoltenberg, anunciando que discutirá isso na sexta-feira com o presidente turco em Istambul.

Para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ofensiva turca contra milícia curda foi uma "péssima ideia". Segundo um breve comunicação de Trumo sobrea ofensiva, os Estados Unidos não apoia o ataque. No domingo, o presidente americano anunciou a retirada de tropas americanas de áreas próximas à fronteira turca no norte da Síria, colocando efetivamente as forças curdas, aliadas de Washington na luta antijihadista, à mercê de uma ofensiva militar de Ancara