Primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Mohammed Shtayyeh, renuncia em plena guerra em Gaza

Primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Mohammed Shtayyeh, renuncia em plena guerra em Gaza

Presidente da Autoridade, Mahmoud Abbas, que administra parcialmente a Cisjordânia ocupada, aceitou a renúncia que lhe foi apresentada pelo governo liderado pelo primeiro-ministro

AFP

Palestinos vem criticando Abbas (D), de 88 anos, pela sua "impotência" face à ofensiva israelense contra o movimento islamista Hamas na Faixa de Gaza

publicidade

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, que administra parcialmente a Cisjordânia ocupada, aceitou a renúncia que lhe foi apresentada nesta segunda-feira, 26, pelo governo liderado pelo primeiro-ministro, Mohammed Shtayyeh, em plena guerra em Gaza.

"O presidente [Abbas] publicou um decreto aceitando esta renúncia e pediu a Mohammed Shtayyeh e ao seu governo que permaneçam no cargo temporariamente até a formação de um novo governo", disse em comunicado a Presidência da Autoridade Palestina, com sede em Ramallah, na Cisjordânia, um território ocupado por Israel desde 1967.

A renúncia de Shtayyeh, chefe do Governo palestino desde a primavera boreal de 2019, aumenta a pressão sobre Abbas para reformar a liderança política palestina para o "pós-guerra" em Gaza.

Nos últimos meses, muitos palestinos criticaram Abbas, de 88 anos, eleito pela última vez em 2005, pela sua "impotência" face à ofensiva israelense contra o movimento islamista Hamas na Faixa de Gaza.

Veja Também


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895