Turquia e Síria trocam acusações na ONU
capa

Turquia e Síria trocam acusações na ONU

Vice-presidente dos EUA chegou a Ancara hoje para tentar amenizar tensão entre os dois países

Por
Agência Brasil e AFP

Tensão entre Turquia e Síria segue crescente

publicidade

Representantes da Turquia e da Síria criticaram-se mutuamente na Comissão de Desarmamento da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque. O governo da Síria mobilizou tropas no norte do país depois que as forças armadas da Turquia lançaram uma ofensiva contra combatentes curdos na região. Em sessão da comissão realizada nessa quarta-feira, o representante sírio acusou a Turquia de tentar expandir o seu território na Síria.

O representante turco justificou a ofensiva militar como um ato de defesa, dizendo que o objetivo é proteger a segurança nacional da Turquia, por meio da eliminação de grupos terroristas da região fronteiriça. O delegado sírio afirmou que a Turquia teria trazido armas químicas para a Síria e que elas foram usadas por terroristas no país.

O delegado turco, por sua vez, respondeu que a alegação é infundada e que há confirmação de que o regime do presidente Assad usou armas químicas.

Erdogan

O escritório do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que ele cancelou uma visita programada para o Japão, onde iria participar da cerimônia de entronização do Imperador Naruhito no dia 22 de outubro. Um porta-voz presidencial disse à NHK que o cancelamento se deve a uma mudança de programação. Analistas, no entanto, acreditam que Erdogan tomou a decisão para lidar com a ofensiva militar de seu país contra forças curdas, que está em andamento no norte da Síria.

ONU

O Conselho de Segurança das Nações Unidas manifestou preocupação com a possibilidade de ressurgimento do grupo militante Estado Islâmico e com o risco de morte de civis devido ao conflito no norte da Síria. O conselho, integrado por 15 nações, realizou na quarta reunião extraordinária para debater uma resposta à ofensiva turca contra as forças curdas no norte da Síria. Este foi o segundo encontro para discutir o assunto, em um período de duas semanas.

Tentativa de cessar-fogo

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, chegou a Ancara nesta quinta-feira com o objetivo de obter um cessar-fogo na ofensiva. Pence foi precedido pelo secretário de Estado americano Mike Pompeo, que chegou à capital turca em outro voo. Ambos planejam se encontrar com Erdogan. Essa visita ocorre depois que Erdogan rejeitou qualquer negociação com os curdos da Síria e instou as milícias a deporem suas armas e a se retirarem da fronteira turca.