Governador do Pará pede rapidez nas investigações do assalto

Governador do Pará pede rapidez nas investigações do assalto

Helder Barbalho esteve no local que ocorreu o crime nesta quarta-feira

Correio do Povo

Barbalho chegou no local do crime na tarde desta quarta-feira

publicidade

O governador do Pará, Helder Barbalho, pediu rapidez nas investigações do assalto que ocorreu em uma agência bancária no município de Cametá, a 235 quilômetros de Belém, na madrugada desta quarta-feira. Barbalho chegou, na tarde de hoje, para acompanhar de perto a situação junto às polícias Civil e Militar. "Nós não descansaremos enquanto não esclarecemos e prendemos aqueles que trouxeram pânico para cidade de Cametá", afirmou em um vídeo publicado no Twitter. 

Moradores foram feitos reféns na praça central de Cametá durante o ataque do grupo fortemente armado. Segundo o prefeito da cidade, Waldoli Valente, um refém foi morto após ser atingido por tiros pelos assaltantes. "Uma pessoa usada como refém foi alvejada pelos criminosos e morreu. Outro morador foi atingido na perna por arma de fogo, está internado no hospital da cidade, mas sem gravidade", informou em nota a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup).

Ainda hoje, a Polícia Civil do Pará encontrou um veículo usado no assalto com diversos explosivos. As buscas seguem em andamento na região. 

O episódio acontece um dia após um assalto similar em Criciúma, em Santa Catarina.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895