Pneus são queimados em Porto Alegre em protesto pela morte de duas pessoas
capa

Pneus são queimados em Porto Alegre em protesto pela morte de duas pessoas

Trânsito foi bloqueado até as chamas serem controladas

Por
Correio do Povo

publicidade

A morte de dois homens em confronto com a Brigada Militar (BM) na zona Leste de Porto Alegre gerou protestos. Um grupo de pessoas colocou fogo em pneus no Beco do Tabajara, localizado no Morro da Embratel, a por volta das 21h35min. 

O trânsito chegou a ser bloqueado, mas as chamas foram controladas pelos Bombeiros e liberado logo depois. Tiago D’Ávila de Lima, 30 anos, e Roger Rafael Osório, 27, foram mortos durante após trocarem tiros com duas guarnições da BM na rua Canudos, no bairro Cascata, no morro da Embratel. Eles eram apontados como líderes do tráfico de drogas na região.

Além dos pneus queimados, um carro do BOPE também foi atacado quando andava pela Estrada Battiana, próximo ao local onde os homens foram mortos. O autor do disparo estava escondido em um matagal e não foi encontrado. Ninguém ficou ferido.