2ª Turma do STF nega proposta de Mendes para soltar Lula até julgarem habeas corpus

2ª Turma do STF nega proposta de Mendes para soltar Lula até julgarem habeas corpus

Foram três votos contrários e dois favoráveis à medida sugerida pelo ministro

Correio do Povo

Primeiro pedido de habeas corpus foi negado

publicidade

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou, nesta terça-feira, proposta do ministro Gilmar Mendes para soltar ex-presidente Lula até julgamento de habeas corpus. Ele e Ricardo Lewandowski votaram a favor, mas Edson Fachin, Cármen Lúcia e Celso de Mello foram contrários. A análise do mérito foi em seguida adiada para outra sessão.

Mais cedo, a turma negou outro pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente. A ação questionava ato do ministro do STJ, Félix Fischer, que manteve monocraticamente a condenação de Lula no caso tríplex. Dos cinco ministros do colegiado, quatro votaram contra a ação movida pelos advgados.

Relator do caso, o ministro Edson Fachin abriu as votações não acolhendo o pedido. O ministro Ricardo Lewandowski abriu divergência. Ao contrário do esperado, o ministro Gilmar Mendes acompanhou Fachin, negando o habeas. Na sequência, os ministros Celso de Mello e Cármen Lúcia também seguiram o relator, concluindo a análise em 4 a 1.

A análise do segundo pedido, que requer a suspeição do então juiz Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente no caso do triplex, ainda aguarda análise. Em dezembro passado, Edson Fachin e Cármen Lúcia já haviam votado contra o habeas corpus.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895