Justiça Eleitoral de Caxias do Sul apura tentativa de agressão à mesária

Justiça Eleitoral de Caxias do Sul apura tentativa de agressão à mesária

Além disso, houve necessidade de trocar três urnas localizadas na Capela Nossa Senhora Medianeira

Celso Sgorla

Cidade tem 163 locais de votação

publicidade

As primeiras horas da votação neste segundo turno da eleição em Caxias do Sul, são, de forma geral, tranquilas. A situação mais inusitada e que está sendo apurada pela Justiça Eleitoral é de uma possível agressão de um eleitor a uma mesária. O fato ocorreu na Escola Bento Gonçalves da Silva, no bairro Jardim das Hortências. Ele teria jogado seu título na mesária na hora do voto e foi detido pouco tempo depois nas proximidades.

O homem, que teve a mesma atitude no dia 15 de novembro, foi conduzido para o cartório eleitoral para esclarecimentos. Além disso, não houve registro de boca de urna ou aglomerações nas imediações das seções. Os 333.696 eleitores podem votar em 876 urnas espalhadas em 163 locais de votação. 

Houve necessidade de trocar três urnas localizadas na Capela Nossa Senhora Medianeira, que apresentaram problema no teclado. Outros dois casos foram na Escola Hercília Petry, em Ana Rech, onde a urna teve um problema de software; e outra na escola Erico Verissimo, no bairro São Ciro, onde a urna estava com o horário errado.

Veja Também


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895