Leite quer escolher novo secretário de Desenvolvimento e Turismo até o final de semana
capa

Leite quer escolher novo secretário de Desenvolvimento e Turismo até o final de semana

Governador afirmou que entende os motivos da saída de Dirceu Franciscon

Por
Rádio Guaíba

Governador quer escolher novo secretário de Turismo e Desenvolvimento até o final de semana

publicidade

O governador Eduardo Leite prevê que a pasta de Desenvolvimento Econômico e Turismo tenha um novo secretário até este final de semana. A declaração foi dada na manhã desta quinta-feira, em entrevista ao programa Bom Dia, da Rádio Guaíba.

“Eu estou muito seguro de que vamos encontrar, rapidamente, até o final de semana, uma pessoa para a condução desta secretaria. A pessoa será escolhida contemplando critérios técnicos e políticos. Inclusive a questão das composições em níveis federais, que passam pela decisão na medida em que tem um quadro estadual e federal, pois perdem ou ganham cadeiras e isso significa força política no parlamento e no ponto de vista político para composição de Governo”, comentou o governador.

Na tarde dessa quarta-feira, o então titular Dirceu Franciscon (PTB) entregou comunicado a Leite rejeitando convite para comandar a secretaria. Franciscon justificou ter recusado cargo em função da reestruturação da máquina pública provocada pelo Piratini, já que parte dos funcionários ligados à Secretaria que recebiam salários de até R$ 6 mil passaram a ganhar menos de R$ 1 mil.

Leite salientou que entende os motivos do deputado e que está encaminhando para a Assembleia Legislativa um projeto para alterar a estrutura das funções gratificadas. “Ele (Franciscon) alega motivos pessoais e, entre pontos, a reestruturação das funções gratificadas, dos cargos em comissão. Tem funcionários de carreira com função gratificada muito baixa, isso dificulta a atração de talentos para o Governo. Estamos encaminhando para a Assembleia Legislativa uma proposta de alteração dessas estruturas, sem acréscimos de custos no total do valor, para termos uma capacidade maior de atrair talentos para as secretarias, com cargos de liderança”, explicou.

No início de 2019, Franciscon chegou a compor o primeiro escalão do governo do Estado. No entanto, ele retornou para Assembleia Legislativa para tomar posse como deputado estadual no fim de janeiro. Desde lá, Dirceu Franciscon não retornou mais para o Executivo.

Com a ida do petebista para o governo, Marcus Vinicius de Almeida (PP), primeiro suplente da coligação, assumiu a cadeira de Franciscon na Assembleia. O imbróglio começou a ganhar novos contornos quando a equipe montada por Dirceu Franciscon, incluindo cargos de confiança (CCs), não conseguiu ser realocada para o primeiro escalão. Para não perder as indicações no Legislativo para Marcus Vinicius, ele assumiu de vez cadeira conquistada nas eleições depois de ter somado 37.322 votos.

Entre fevereiro e março, o adjunto Márcio Machado, conhecido como Manolo, respondeu em nome da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo. A tendência é de que o PTB indique outro nome para a Secretaria. A alteração depende do aval de Eduardo Leite.