Lula vai reunir ministros para discutir fim da fila do INSS: "Não tem explicação"

Lula vai reunir ministros para discutir fim da fila do INSS: "Não tem explicação"

Presidente quer saber se fila existe por falta de recursos para pagar benefícios ou de funcionários para realizar atendimentos

R7

publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta terça-feira que vai se reunir ao longo da semana com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, para discutir sobre as filas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Segundo Lula, “não há nenhuma explicação” para que quase 2 milhões de pessoas aguardem uma decisão do órgão para receber benefícios. A fila do INSS chegou a 1.794.449 requerimentos em análise em junho. Desse total, 596.699 pessoas aguardavam perícias médicas e 1.197.750, análise administrativa.

“Essa semana vai ter reunião para a gente discutir o fim dessas filas. Eu quero discutir duas coisas. Primeiro, eu quero saber se a fila é porque não tem dinheiro para pagar os aposentados, por isso que demora. Segundo, eu quero saber se é falta de funcionários, porque nós já provamos uma vez que a gente pode zerar fila. Zerar fila para benefício, para auxílio natalidade, auxílio maternidade, aposentadoria, perícia médica. A gente conseguiu zerar tudo isso”, disse o presidente em live nas redes sociais.

De acordo com o presidente, o Brasil não precisa ter filas no INSS, seja para receber benefícios, seja para fazer perícia médica. “Eu tenho reunião para discutir qual é o problema que está acontecendo, que as filas têm por volta de 1,9 milhão de pessoas. Não há nenhuma explicação, a não ser: ‘Ah, eu não posso aposentar porque não tem dinheiro para pagar’. Se for isso, a gente tem que ser muito verdadeiro com o povo e dizer porque que tem essa fila. Se é falta de funcionário, a gente tem que contratar funcionário. Se é falta de competência, a gente tem que trocar quem não tem competência”, completou Lula.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895