Alta histórica do dólar no Brasil: razões, consequências e projeções
capa

Alta histórica do dólar no Brasil: razões, consequências e projeções

Cotação não preocupa o ministro da Economia, que alerta para muitos meses de alta

Por
Correio do Povo

Moeda atingiu maior valor nominal da história

publicidade

O dólar comercial intensificou o movimento de alta na sessão desta terça-feira e fechou o dia cotado a R$ 4,2394, alta de 0,63%. A moeda norte-americana ainda registrou novas máximas intradiárias, chegando aos R$ 4,2771, forçando o Banco Central a vender de dólares no mercado à vista. Apesar do pico, é enganoso dizer que a moeda tenha atingido seu valor mais alto desde a criação do Plano Real.  Levando em conta a inflação nos EUA e no Brasil, o pico do dólar pós Plano Real ocorreu no fim do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em de outubro de 2002. Para entender a alta da cotação, seus impactos e projeções, conversamos com o professor do curso de ciências econômicas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Adalmir Marquetti.
A apresentação é de Eric Raupp.

Ouça:

Ouça este e outros episódios dos podcasts do Correio do Povo pelos principais serviços de reprodução de áudio. Basta fazer a procura pelo nome do jornal ou do programa.