Recuo no SUS

Recuo no SUS

Bolsonaro volta atrás e Paulo Guedes paga a conta

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da economia, Paulo Guedes falam à imprensa.

publicidade

O recuo do presidente Jair Bolsonaro na questão do decreto que abria a porta para a privatização do Sus foi sintomático. Não é a primeira vez que o presidente recua, até parece ter um método: assina de manhã, lê ao início da tarde e revoga um tempo depois.

Salvo se for o chamado 'balão de ensaio', assina e vê no que dá, no caso um teste a população brasileira.

Ouça:

 

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895