Tratamento com gelatina ajuda a remover toxinas
capa

Tratamento com gelatina ajuda a remover toxinas

Cute Esmalteria apresenta novidade exclusiva no Brasil: o Jelly Spa dos pés. Esmalteria inspirada em modelo de negócio britânico traz ao país tratamento com gelatina, que ajuda a remover toxinas e a estimular a circulação sanguínea

Por
Correio do Povo

publicidade

 Pioneira na capital gaúcha, a Cute Esmalteria apresenta a Porto Alegre uma novidade exclusiva no Brasil. O espaço de beleza localizado no bairro Auxiliadora (Rua Eudoro Berlink, 446) conta agora com o inédito Jelly Spa dos Pés, um tratamento para os pés que consiste em mergulhá-los em gelatina. Isso mesmo: quem experimentar o recurso descobrirá o prazer de ter os pés e as panturrilhas absorvidos pela geleia, que conta com grande variedade de aromas e cores. 

Segundo Suzana Netuno, nome à frente da Cute, o tratamento ajuda a remover toxinas e a estimular a circulação sanguínea. “Além disso, ele também é uma ótima ferramenta antiestresse  para aqueles dias em que tudo que desejamos é apenas relaxar. Afinal, o contato da pele com a gelatina também é prazeroso e traz à memória a experiência de brincar com elementos que remetem a natureza”, explica.

Dois componentes formam o Jelly Spa dos pés. O primeiro é um pó que contém extratos e óleos naturais de plantas, que combinados com o segundo elemento, água morna, se transforma na geléia translúcida que fundamenta a experiência. A partir disso a composição está pronta para o público mergulhar, esfoliar e massagear os pés nas cubas da esmalteria. O procedimento é completo pelo atendimento de pedicure tradicional. 

Segundo maior consumidor de esmaltes no país, o Brasil é uma referência no setor de esmalterias. A Cute se destaca em Porto Alegre, além do espaço acolhedor e propositalmente britânico, pelo zelo com o melhor que a tecnologia pode oferecer. A esmalteria é uma das pioneiras na capital gaúcha a apresentar ao público cubas com hidromassagem para os pés, um item essencial nos modelos de esmalterias que são referências tanto nos Estados Unidos quanto na Inglaterra.