Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
10ºC
Amanhã
19º 30º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

24/03/2014 15:00

Rússia diz que anexação da Crimeia custará US$ 2,8 bi ao ano

Informação foi divulgada pelo ministro russo Alexei Ulyukayev

Governo russo vai ajudar a Crimeia<br /><b>Crédito: </b> Viktor Drachev / AFP
Governo russo vai ajudar a Crimeia
Crédito: Viktor Drachev / AFP
Governo russo vai ajudar a Crimeia
Crédito: Viktor Drachev / AFP

Em uma entrevista ao Rossiyskaya Gazeta, o jornal oficial do governo russo, Alexei Ulyukayev afirmou que o governo de Moscou ajudará a Crimeia em cerca de 100 bilhões de rublos (US$ 2,8 bilhões) por ano a partir de 2015, sem levar em consideração investimento em infraestrutura da península.

Ulyukayev afirmou que as sanções de países do Ocidente não representam "nem mesmo um jogo de soma zero, mas um jogo de resultado negativo". A autoridade disse que, embora as empresas ocidentais sejam opostos a quaisquer sanções, ele admitiu que o "ambiente nervoso de instabilidade não fornece o incentivo para que as empresas invistam". Para o ministro, as sanções devem resultar em saída de capital, queda no comércio e nos investimentos.

O ministro afirmou que espera que a economia da Rússia tenha um crescimento de 2% em 2014, abaixo da projeção de 2,5% que o ministério publicou no final de 2013.

A autoridade prevê uma deterioração do ambiente de inflação e espera que a alta de preços atinja uma taxa anualizada de 6,5% em março e poderá chegar a 7% em breve. Contudo, ele afirmou que a meta do banco central da Rússia, de 5%, ainda é possível de ser alcançada em 2014 devido a uma desaceleração aguardada do avanço dos preços no segundo semestre deste ano.

"Eu acho que temos todas as possibilidades para permanecer dentro da nossa meta", afirmou.

O rublo russo, que perdeu cerca de 11% de seu valor desde o início do ano, tem mais chances de "se fortalecer um pouco" do que se enfraquecer no futuro próximo, disse Ulyukayev

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.