Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 30/03/2014
  • 10:02
  • Atualização: 12:23

Complexo da Maré é ocupado sem nenhum tiro no Rio de Janeiro

Cerca de 130 mil pessoas vivem nas 15 favelas

Cerca de 1,2 mil policiais participaram da ocupação | Foto: Fernando Frazão / ABr / Divulgação / CP

Cerca de 1,2 mil policiais participaram da ocupação | Foto: Fernando Frazão / ABr / Divulgação / CP

  • Comentários
  • R7

Cerca de 1,2 mil policiais, com o apoio da Marinha, ocuparam neste domingo o Complexo da Maré, um grupo de 15 favelas considerado o mais perigoso do Rio de Janeiro, sem efetuar nenhum disparo até o momento. A operação, começou às 5h com a entrada de 21 blindados da Marinha à frente das tropas e foi encerrada às 7h. Os policiais ocuparam paulatinamente a comunidade, onde vivem cerca de 130 mil pessoas, em pouco mais de duas horas, mas a busca por armas e drogas ainda deve durar vários dias.

A ocupação da Maré foi preparada nas últimas semanas com a presença constante de policiais nos acessos do Complexo e com operações em outras favelas de Rio. Nos últimos oito dias foram detidas 57 pessoas nestas operações, embora hoje, durante a ocupação, a polícia não tenha encontrado resistência.

O governo do Rio de Janeiro solicitou ajuda ao governo federal para ocupar o Complexo depois de nas últimas semanas ter acontecido uma onda de ataques a policiais, que a polícia acredita ter sido ordenada pelos líderes do tráfico de drogas que se entrincheiraram no bairro.

Bookmark and Share