Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 02/04/2014
  • 07:37
  • Atualização: 07:41

Receita Federal deve intimar 26 mil gaúchos

Helicóptero do Fisco irá sobrevoar mansões na região Metropolitana

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Receita Federal irá intimar, ao longo do ano, 26 mil gaúchos que estão em processo de fiscalização por causa das suas declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física de anos anteriores. Deste total, serão notificados até o final de abril 8,7 mil com indícios de infrações. O crédito de tributos correspondente a esta primeira parcela alcança R$ 65,6 milhões referentes ao imposto, mais multa e juros. No Brasil, serão mais de 320 mil fiscalizações.

O superintendente da Receita Federal no Rio Grande do Sul, Paulo Renato Silva da Paz, explica que o Fisco, aproveitando o prazo de entrega das declarações e visando combater fraudes, deu início aos esforços estratégicos de fiscalização. Entre esta quarta e quinta-feira, o helicóptero da Receita Federal sobrevoará imóveis localizados em Canoas, Novo Hamburgo, São Leopoldo e Ivoti. O sobrevoo buscará identificar as mansões que têm escapado das declarações.

O superintendente também observa que, a partir de agora, serão priorizadas operações buscando as pessoas físicas, como os profissionais liberais, os que omitem rendimentos obtidos em atividades rurais, em Bolsa de Valores ou em ganho de capital decorrente de alienação de bens imóveis. Em 2013, a RF conseguiu cobrar R$ 532 milhões no RS por meio da fiscalização.

A Receita Federal lembra que aqueles que declararem o IR e, posteriormente, quiserem corrigir erros, têm a chance de fazer a autorregularização após três dias do encerramento do prazo de entrega da declaração que, neste ano, se estende até 30 de abril. "Depois de feito esse procedimento, a pessoa física terá então até dezembro para fazer esta retificação para deixar a malha fina", explica Paz.

Bookmark and Share