Com ou sem torcida, Grêmio vai encarar o Flamengo pela Copa do Brasil

Com ou sem torcida, Grêmio vai encarar o Flamengo pela Copa do Brasil

Jurídico ainda tentará no STJD barrar o público no Maracanã, mas para evitar sanções, time entrará em campo amanhã

Rafael Peruzzo

Luiz Felipe Scolari deve optar por uma equipe mista no confronto de amanhã no Rio de Janeiro.

publicidade

Independentemente da análise ou não do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na questão envolvendo a presença de público até o dia do jogo, o Grêmio viaja hoje no início da tarde para o Rio de Janeiro e vai a campo contra o Flamengo, na quarta-feira, no Maracanã, pelas quartas de final da Copa do Brasil. O discurso após a vitória sobre o Ceará já foi nesse sentido. Apesar de não concordar com a atitude do clube carioca, a direção gremista quer evitar possíveis sanções.

Veja Também

Mas nem por isso o clube deixará de tentar, juridicamente, barrar a presença da torcida do Flamengo. O Grêmio está ingressando com um mandado de garantia no STJD tentando impedir os flamenguistas de entrarem no estádio. Ou seja, pretende derrubar a liminar favorável ao clube carioca que liberou a torcida. O Tricolor jogou sem seus torcedores na partida de ida – derrota por 4 a 0 na Arena – e se apoia em um acordo entre os clubes e em um regramento da CBF, o qual determina que haja isonomia nas competições de mata-mata. Se um clube joga sem torcida, o outro deve seguir a mesma postura.

O departamento jurídico do Grêmio até sugeriu que o time não entrasse em campo em caso de o Flamengo contar com sua torcida. Mas o departamento de futebol optou por jogar, seja qual for o desdobramento no STJD. “A gente comenta o assunto internamente, mas deixamos essa questão para a diretoria. Vai se falar muito coisa até a hora do jogo, mas nós vamos fazer o nosso papel, que é se preparar para a partida”, disse o volante Lucas Silva.

O técnico Luiz Felipe Scolari já havia se manifestado nessa mesma linha no domingo. “Houve um acerto entre os clubes e acho que deveria ser respeitado, mas isso é a diretoria que trabalha. Nós temos que nos preocupar com o campo, com a parte física e técnica”, acrescenta Lucas Silva. O Grêmio tem uma missão praticamente impossível no Rio de Janeiro. Com a goleada sofrida em casa, o Tricolor precisa derrotar o Flamengo por cinco gols de diferença para ir às semifinais da Copa do Brasil. “No futebol tudo pode acontecer”, completa o volante.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895