Palmeiras é o rival mais difícil da Libertadores, mas Grêmio sabe o que faz e quer, avalia Romildo

Palmeiras é o rival mais difícil da Libertadores, mas Grêmio sabe o que faz e quer, avalia Romildo

Presidente fala em respeito pelos paulistas mas pede para não duvidarem da "imortarlidade" do clube gaúcho

Por
Correio do Povo

Grupo do Grêmio projeta grandes confrontos contra o Palmeiras, pela Libertadores


publicidade

Ao golear o Libertad na noite de ontem, o Grêmio deu um grande passo na busca pelo tetracampeonato da Libertadores. A vitória sobre os paraguaios garantiu o time nas quartas de final, contra o Palmeiras. Para o presidente do clube gaúcho, Romildo Bolzan Jr., será o duelo mais importante do ano, contra a equipe que terminou a fase de grupos da competição com a melhor campanha. “Pelos investimentos que fez e faz, acredito que para eles seria muito interessante chegar, por exemplo, no Campeonato Mundial. Então, vamos enfrentar o adversário mais difícil desta fase. Ao mesmo tempo que se tem isso, o Grêmio também tem um grupo muito sólido, sabe o que faz e o que quer. Chegar em Libertadores é conosco", afirmou.

• André ressalta importância do grupo após voltar a marcar gols
• Renato espera André sem "peso nos ombros" após gols contra o Libertad

O dirigente gremista citou que será uma partida difícil para os dois lados e avalia que há muito respeito entre as equipes. “O Felipão, o elenco e o Palmeiras são respeitadíssimos no Grêmio e sabemos onde estamos pisando”, siaaw. “Não duvidem da nossa imortalidade. Vamos com calma (risos)”, comentou, ressaltando a trajetória do técnico pelo antigo estádio Olímpico. “Não somos daqueles que esquecem os seus ídolos, então, ele será recebido muito bem. Um treinador que passou várias vezes no clube e teve enorme sucesso. Vamos recebê-lo com muito carinho e respeito por tudo que nos deu”, garantiu.

Para a partida das quartas de final contra a equipe paulista, o zagueiro Pedro Geromel retorna à equipe. Ele não atuou em Assunção, pois cumpria suspensão devido à uma expulsão no jogo de ida. “Se está todo mundo inteiro, é sinal que temos perspectiva boa na campanha”, projetou Romildo, que também lembrou que o atacante Luciano poderá atuar na próxima fase. Ele repõe a saída de Marinho e do Montoya, pois joga pelos lados e pela frente, além de Vizeu, que tem mais um tempo de recuperação após uma cirurgia no joelho.


O zagueiro Kannemann projetou “um grande duelo” para a partida contra o time paulista. “Certamente será um caldeirão em Porto Alegre e outro em São Paulo. Vamos ver o que acontece”, afirmou. Já o atacante Diego Tardelli ressaltou o bom momento da equipe após a Copa América e considerou que há apenas um objetivo no vestiário: ser campeão. “Confiança total, pois nosso grupo é muito bom e muito forte. Temos tudo para fazer um grande jogo contra o Palmeiras e chegar na final”, frisou. “Queremos é o título.”