Três torcedores do Inter foram detidos com soqueiras no jogo contra o Fluminense
capa

Três torcedores do Inter foram detidos com soqueiras no jogo contra o Fluminense

Guarda Popular assumiu integralmente atos do protesto do último sábado e pediu para a Justiça liberar a Camisa 12

Por
Correio do Povo

publicidade

Os dias que antecederam a vitória do Inter sobre o Fluminense foram de cobranças por parte da torcida sobre direção, jogadores e comissão técnica, atos violentos e cobranças. No domingo, a segurança foi reforçada no Beira-Rio e, segundo informação divulgada pelo Tribunal de Justiça, três homens foram presos portando soqueiras, instrumento usado na mão para causar mais dano ao agredido – também chamada de soco inglês.

Dois deles eram reincidentes e não tiveram direito ao oferecimento de transação penal pelo Juizado do Torcedor e Grandes Eventos (JTGE) e, no domingo mesmo, tiveram as datas das audiências de instrução e julgamentos marcadas. O terceiro possui antecedentes judiciais com condenação e também responderá a processo.

Guarda Popular é suspensa por 90 dias ou até que os culpados sejam identificados

A torcida Guarda Popular do Inter foi suspensa por 90 dias pelo JTGE devido aos atos violentos e de vandalismo cometidos na manifestação do último sábado no pátio do Beira-Rio. Com a decisão, os torcedores da organizada não poderão comparecer as partidas identificados com símbolos da Guarda e não poderão usar adereços.

“Uma coisa é eles realizarem um protesto pacífico, que é legítimo, agora, quando o ato descamba para a violência ou para o vandalismo, não há protesto que se sustente”, ressaltou o juiz responsável pelo JTGE, Marco Aurélio Xavier.


Torcida Camisa 12 também havia sido punida, mas a Guarda Popular assumiu todos os atos do protesto e pediu a liberação da cooirmã - Foto: Guilherme Testa

A Camisa 12 também tinha sido suspensa, mas, no dia da partida contra os cariocas, representantes das duas agremiações pediram uma audiência no Tribunal e a Guarda assumiu integralmente a culpa pelos atos. Eles também se comprometeram a identificar os agressores e vândalos e informar a Justiça. Se eles forem apresentados antes dos 90 dias, a pena pode ser revogada ou ter uma diminuição do prazo.

O presidente Marcelo Medeiros revelou após a partida contra o Fluminense que irá realizar reuniões com o Conselho de Gestão para mudar a relação com as torcidas organizadas. Segundo Medeiros, funcionários do Inter foram atingidos com objetos cortantes e houve depredação do patrimônio do clube.